Como abrir uma conta bancária no exterior – Parte 7

/, Corretora/Como abrir uma conta bancária no exterior – Parte 7

Novas opções de corretora para investir no exterior. Desta vez, num dos países mais seguros do mundo

Dando continuidade ao tema sobre aberturas de contas bancárias no exterior, falaremos de outras duas corretoras asiáticas. Mesmo que muitos brasileiros torçam o nariz e tenham uma certa reticência com abertura de conta em países tão distantes, é sempre importante afirmar que é a região do mundo que mais cresce e mais está se desenvolvendo. Cingapura e Hong Kong, como já falado, despontam hoje como dois dos maiores centros financeiros do mundo. Inclusive, quando se fala em Ásia, existe alguma coisa que nos leva a crer que essa região da costa do Pacífico terá um belo futuro pela frente.

iOCBC

iOCBCA iOCBC ou OCBC Securities fundada em 1986 é uma subsidiária do grupo bancário de Cingapura OCBC (Oversea-Chinese Banking Corporation). Reúne o melhor dos dois mundos, um país extremamente estável econômica e politicamente, com um dos melhores sistemas bancários do mundo (nunca houve uma quebra bancária na história de Cingapura) e uma instituição sólida, grande e lucrativa, como o OCBC por trás. Realmente é uma ótima escolha para o investidor que deseja ter uma conta em corretora no exterior.

Sua plataforma inclui acesso a diversas bolsas de valores pelo mundo, incluindo obviamente a de Cingapura, diversas bolsas asiáticas, incluindo as duas chinesas (Shanghai e Shenzhen), bem como Austrália e Nova Zelândia. As bolsas dos EUA, Canadá e principais mercados europeus também estão disponíveis.

É possível usar tanto o home-broker, quanto um atendente designado à você para realizar as operações. O acesso ao home-broker é possível tanto via desktop, quanto via aplicativos móveis.

iOCBCEsta plataforma exclusiva foi eleita a melhor de Cingapura nos últimos quatro anos, o que reforça a qualidade da empresa e do seu sistema.

Além de negociar ações, ETFs e REITs é possível ainda operar Forex e mercados futuros.

Existem diversos tipos de conta para os clientes, cada uma com as suas características. A conta básica permite acesso a todos os 14 mercados disponíveis e apenas aqueles entre 18 e 20 anos necessitam de um depósito mínimo inicial de SGD 1.000,00, algo em torno de R$ 2.400,00.

Os custos são intermediários quando comparados às demais opções discutidas aqui e variam de uma bolsa para outra e de acordo com a moeda em questão. Todos os valores podem ser conferidos aqui.

Um serviço complementar oferecido é o OCBC Research, onde você terá acesso às notícias dos mercados, análises gráficas, estudos sobre ações e setores e diversas outras análises de investimentos.

Phillip Securities

POEMSÉ uma outra opção de corretora em Cingapura. Também conhecida como POEMS, Phillips’ Online Electronic Mart System, é uma corretora pioneira em trade eletrônico no país, atuando desde 1996, época em que se instalava o programa de home-broker usando-se disquetes.

Você pode investir em diversos mercados, particularmente na Ásia, onde as duas bolsas da China, a da Coréia do Sul e mercados raros como Turquia e Sri Lanka estão disponíveis. Também é possível o acesso às bolsas dos EUA, Canadá e principais mercados europeus. No total são 24 bolsas de valores em 21 países. O único inconveniente para quem deseja investir nas bolsas da Euronext (Bruxelas, Amsterdã e Paris), é que só há possibilidade operar através de um assistente por telefone.

POEMS

Todos os mercados que os clientes da Philips Securities têm acesso.

Há 4 modos de operar. POEMS Internet, que seria o home-broker. POEMS mobile, que seriam os aplicativos para smartphone e tablet . O Telebroker, que é um sistema automatizado que permite negociar ações pelo telefone, sem precisar de um atentende (este sistema será descontinuado agora no final de junho/2015). POEMS ProTrader, com funções avançadas para traders.

Sua plataforma atual é a POEMS 2.0, que possui uma interface elegante e organizada para operar. Todas as funções estão bem posicionadas e facilitam a vida do investidor.

Abaixo um tutorial do seu funcionamento:

Os custos também são competitivos, com a corretagem nas bolsas americanas partindo de U$ 20,00. Há uma promoção em andamento, com corretagem a U$16,88. Acessando esta página, você pode clicar no país e verificar as taxas específicas que se aplicam a cada mercado. Não há valores mínimos para depósito inicial.

Para quem não deseja operar por conta própria, a corretora oferece diversos serviços como gestão de portfolio, contas administradas e planos de poupança regular.

Um fato interessante à respeito da Bolsa de Cingapura é que a partir de janeiro de 2015, houve mudança dos lotes nos quais as ações são negociadas. Antes cada lote tinha 1.000 ações e agora passou a ter 100, o que facilita investimentos menores. No caso da Phillip Securities a corretagem para valores menores que SGD 3.500,00 caiu para SGD 10,00, um valor bem em conta.

Até o momento foram abordadas 13 corretoras estrangeiras com enfoque mundial e acredito que alguma delas se encaixe no seu perfil e nos seus objetivos. Fique ligado, pois a partir dos próximos posts, haverá mais opções de bancos e corretoras abertas a investidores internacinais.

Continua na Parte 8.

By | 2017-08-10T14:42:44+00:00 24 de junho de 2015|Banco, Corretora|33 Comments

33 Comments

  1. Marcelo Julio de Oliveira 24/06/2015 at 11:52 - Reply

    Excelente série! Aguardo ansioso os próximos posts.

  2. Clerton 24/06/2015 at 12:50 - Reply

    excelente. continue com o excelente trabalho no blog.

  3. Leandro 24/06/2015 at 13:49 - Reply

    Parabéns, II,

    O post foi bem escrito, é instrutivo e ainda ajuda a ver o mercado internacional com outros olhos.

    Se não for um abuso, posso pedir para vc fazer um post sobre boas ações pagadoras de dividendos ao redor do mundo? E quais as melhores ferramentas para localizá-las, acredito que deve haver algo como o site Fundamentus aqui do Brasil.

    Abs,

    • Daniel 24/06/2015 at 21:58 - Reply
    • Investidor Internacional
      Investidor Internacional 24/06/2015 at 22:11 - Reply

      Olá,

      Tem muito site interessante com essas ferramentas.

      Veja o Morningstar e o Gurufocus.

      Entre na seção de vídeos que tem uma apresentação do Gurufocus sobre como escolher empresas de dividendos.

      Abçs!

  4. Igor 28/06/2015 at 04:11 - Reply

    Prezado,

    Como você costuma fazer as remessas via wire transfer? Banco ou corretora de câmbio? Quais documentos são necessários geralmente e qual instituição você recomenda para tal? Por favor, me envie por e-mail, se for conveniente.

    Obs: venho acompanhando o seu blog ultimamente e gosto muito do conteúdo do mesmo, pois muitos brasileiros necessitam de um guia quando se trata de mercados internacionais, seja pela economia fechada do Brasil, dificultando o acesso ao conhecimento de novos mercados (o Forex é um exemplo), seja pela falta de educação financeira presente no povo brasileiro. Parabéns!

    Abraços.

    • Investidor Internacional
      Investidor Internacional 29/06/2015 at 14:41 - Reply

      Olá,

      É possível fazer a transferência tanto por bancos comerciais, quanto bancos e corretoras especializadas em câmbio.

      As instituições autorizadas pelo Banco Central a aperar câmbio estão aqui: https://www.bcb.gov.br/?IAMCIFO

      É preciso pesquisar para ver as melhores taxas.

      Abçs!

  5. Arthur 01/07/2015 at 15:39 - Reply

    Olá investidor

    Primeiramente quero agradecer pelo ótimo conteúdo que vc posta aqui, estou aprendendo muito.
    Gostaria de saber o quanto que seria necessário para se investir no exterior, de modo que valha a pena. Eu no caso, tenho pouco dinheiro, e penso que o melhor seria ir estudando sobre esses assuntos enquanto vou acumulando mais dinheiro. O que vc acha?
    Vc pretende também viver de renda?

    Abraço

    • Investidor Internacional
      Investidor Internacional 02/07/2015 at 20:38 - Reply

      Olá,

      É possível ter conta em corretoras e bancos de menor custo, mas eu realmente acho importante ter uma boa reserva em investimentos no Brasil, principalmente em renda fixa. Depois com o tempo, você pode programar transferências periódicas para o exterior para não ser supreendido com variações bruscas no câmbio.

      Abçs!

  6. Renato 09/07/2015 at 15:49 - Reply

    Excelente série! Obrigado por compartilhar
    Vou me informar mais e partir pra uma dessas. Diversificação é uma das chaves pro Sucesso.

  7. Paulo Roberto 11/07/2015 at 10:51 - Reply

    Farei minha primeira viagem internacional, vou a Orlando para conhecer os parques, pode recomendar um banco que eu possa abrir uma conta? O meu perfil é conservador e gostaria apenas de salvar os meus reais desse inferno q estamos vivendo.

    • Investidor Internacional
      Investidor Internacional 11/07/2015 at 23:03 - Reply

      Olá,

      Antes de viajar, veja onde fica a agência do Wells Fargo mais próxima. Leve um comprovante de residência e o passaporte. Um referência bancária, como extrato pode ajudar, mas em geral não é necessária.

      Abçs!

      • Paulo Roberto 14/07/2015 at 07:39 - Reply

        Obrigado, assim o farei…

  8. Verena 26/03/2016 at 08:44 - Reply

    Quais as burocracias para abrir uma conta conjunta no exterior ?

    • Investidor Internacional
      Investidor Internacional 27/03/2016 at 18:22 - Reply

      Olá Verena,

      A burocracia é a mesma da conta simples. Só que vai precisar da documentação de 2 pessoas.

      Abçs!

  9. Ricardo 28/03/2016 at 01:33 - Reply

    Prezado II,

    Post muito interessante.

    Pelo que eu percebi vc selecionou 7 ETFs que são negociados nas seguintes bolsas:

    4 – NYSE
    1 – Suiça
    2 – Hong Kong

    Fiquei curioso para saber neste caso como ficaria o controle dos impostos sobre dividendos para um investidor brasileiro que aplicasse de acordo com esta carteira.

    Vamos supor que todos este fundos pagassem dividendos regularmente.
    Eu sei, por exemplo, que em relação aos EUA existe uma cobrança de 30% na fonte .

    Como seria para a Suíça e para Hong Kong?

    Neste caso o investidor precisaria ter um controle individualizado de acordo com a legislação tributária em relação aos investimentos de cada país?

    Obrigado.

    Um abraço e boa semana.

    • Investidor Internacional
      Investidor Internacional 28/03/2016 at 10:01 - Reply

      Olá Ricardo,

      A diferença é que na Suíça e em Hong Kong não há desconto de IR na fonte nesses ETFs.

      Você só declararia aqui.

      Abçs!

  10. Ricardo 28/03/2016 at 14:55 - Reply

    Olá II,

    Obrigado pela resposta.

    Gostaria de tirar mais 3 dúvidas:

    1) Então, assim como Cingapura, Suiça e Hong Kong também não cobram impostos sobre dividendos recebidos no exterior?

    2) No caso de algum dia eu decidir me aposentar, cair fora do Brasil e transferir o meu domicílio fiscal para Cingapura, por exemplo, por conta dos incentivos fiscais para quem quer viver de renda e digamos que eu pense em investir em uma ação, reit ou ETF que está listada tanto na bolsa de NYSE como em outro lugar com tributação favorecida como Suíça, por exemplo. Posso concluir que neste caso seria estrategicamente mais interessante optar pela versão deste ativo que está na Suíça ao contrário da versão que está nos EUA como uma forma de fugir da tributação na fonte sobre dividendos de 30% realizada pelo governo americano?

    3) No exemplo citado no item 2) acima, também é possível afirmar que diante de um ativo específico que eu queira ter na minha carteira (ação, reit ou etf) exemplo: empresa ABC e que está disponível em diversas bolsas do mundo, ao invés de concentrar a maior parte dos meus aportes apenas na bolsa de NYSE que seria a bolsa principal deste ativo (assim como a Bovespa está para a Petrobrás), optar por comprar a empresa ABC em outras bolsa (como se fosse uma espécie de ADR) é uma forma também de eu estar diversificando em moedas diferentes? (exemplo: libra, franco etc)

    Obrigado.

    Grande abraço

    • Investidor Internacional
      Investidor Internacional 29/03/2016 at 11:59 - Reply

      Oi Ricardo,

      1-A Suíça não taxa dividendos que vêm de fora. De empresas locais são 35% de imposto.

      2-Enviei essa pergunta para os dois sponsors que emitem as ações estrangeiras na Suíça. Assim que responderem eu te falo.

      3-A coisa é mais complexa. Há diversas variáveis dependendo dos países envolvidos. Pode haver imposto recolhido antes, no país de origem e não na bolsa local.

      Abçs!

      • Ricardo 30/03/2016 at 12:51 - Reply

        Obrigado pelo retorno II,

        Grande abraço

  11. Rodolfo Oshiro 29/03/2016 at 21:10 - Reply

    Bacana demais .. vamos acompanhar!

  12. megue 14/09/2016 at 00:34 - Reply

    gostaria apenas de abrir uma conta poupança na europa. quero deixar meus reais guardados e seguros, qual a melhor forma que
    poderei fazer isso?

    • Investidor Internacional
      Investidor Internacional 14/09/2016 at 15:52 - Reply

      Olá megue,

      Basta abrir conta em algum dos bancos e aplicar em savings accounts. Seu dólares e Euros, e não Reais, ficarão guardados.

      Abçs!

  13. Alexandre Kapty 30/09/2016 at 10:50 - Reply

    Olá, tudo bem? Parabéns pela iniciativa de criação do Blog e pelo bom conteúdo! Com as altas taxas de juros praticadas no Brasil e com as baixas praticadas no exterior, minha idéia seria abrir uma conta em um banco no exterior e solicitar um empréstimo em dólares para aplicar esses recursos aqui no Brasil. Sei dos riscos relacionados a cambio, mas acredito que a moeda deverá estabilizar-se em torno de R$3,20. É possível realizar essa operação? Existe algum banco que voce recomenda que eu procure? É possível buscar esse tipo de empréstimo também para a abertura de negócios aqui no Brasil? Muito Obrigado!

    • Investidor Internacional
      Investidor Internacional 30/09/2016 at 10:54 - Reply

      Olá Alexandre,

      Acho difícil encontrar um banco que aceite participar dessa operação.

      De qualquer forma a coisa não é tão simples assim. Só pelo spread que será cobrado nas conversões cambiais, você já começará bem negativo.

      O que você pode fazer são contratos de swap aqui mesmo no Brasil, mas é necessário um valor alto para isso.

      Abçs!

  14. Claudio 22/04/2017 at 01:45 - Reply

    Caro II, lendo com mais calma sua otima serie de posts, abri meus olhos para o mercado financeiro asiático.

    Existe algum banco em Cingapura que seja simples de abrir Conta Corrente, apresentando o passaporte brasileiro e comprovante de endereco, e que me de acesso a cartao de debito e Internet Banking para movimentar ‘a distancia?

    Na pratica, quero buscar uma alternativa similar ao Wells Fargo, porem em Cingapura, pais com maior liberdade financeira que os EUA.

    Super obrigado e keep up the good work!
    Claudio Lima

    • Investidor Internacional
      Investidor Internacional 23/04/2017 at 16:42 - Reply

      Olá Cláudio,

      É possível abrir conta nos 3 grandes bancos de Cingapura (DBS, UOB e UCBC) da mesma forma que no Wells Fargo, mas é preciso ir pessoalmente ao país.

      Eu também recomendaria entrar em contato com o banco antes.

      Abçs!

Leave A Comment

INVISTA NO EXTERIOR COM SEGURANÇA
Receba atualizações do site e material exclusivo diretamente no seu e-mail. Você irá aprender sobre diversos assuntos:
  • Abertura de conta no exterior
  • Investimentos internacionais
  • Abertura de empresa no exterior
  • Planejamento tributário
  • Planejamento sucessório
  • Proteção patrimonial
  • Negócios internacionais
  Seu e-mail jamais será compartilhado para outros fins.
ASSINE NOSSO CURSO
Você irá receber um e-mail a cada 2 dias com artigos selecionados ensinando como investir no exterior e explicando os perigos de manter todo seu patrimônio no Brasil.
Por favor, verifique seu e-mail agora
NEWSLETTER
Assine a newsletter e receba atualizações do site e material exclusivo diretamente no seu e-mail.
  Seu e-mail jamais será compartilhado para outros fins.