Diversificação entre moedas – Parte 1

Notas de Euro e Dolar

Os benefícios de se possuir investimentos em moedas estrangeiras

Uma das grandes vantagens da abertura de uma conta corrente no exterior é a diversificação entre as diversas moedas. É possível possuir em um mesmo banco contas em Dólar Americano, Euro, Libra Esterlina, Franco Suíço, entre outras. O que é impossível no Brasil.

Você pode não saber, mas tendo todos os seus investimentos atrelados ao Real, você coloca no seu patrimônio lastreado na confiança que o mundo dá ao Banco Central e ao governo brasileiros. E sabe o que acontece quando o mundo perde a confiança em um país?

No gráfico abaixo a variação do Dólar Americano frente ao Real em 2014, com a desconfiança atual sobre a má administração pública e descontrole orçamentário:

Real vs Dólar

Agora veja o que acontece quando essa desconfiança persiste por muitos anos, como é o que está acontecendo na Argentina.

Peso Argentino vs Dólar

Essa é a cotação oficial do peso argentino em relação ao dólar. No mercado paralelo, o Dólar pode chegar a valer acima de 13 pesos. Isso em um país que até os anos 90 era o país mais avançado sócio-economicamente da América do Sul.

Por outro lado, agora veja o comportamento do Franço Suíço em relação às principais moedas nos últimos anos.

Contra o Dólar dos Estados Unidos:

Franco Suíço e Dólar

Contra a Libra Esterlina:

Franco Suíço e Libra Esterlina

Contra o Euro:

Franco Suíço e Euro

No longo prazo, os fundamentos econômicos de um país prevalecem. Isso mesmo com o Banco Nacional Suíço, reduzindo o lastro em ouro (Era de 30% em 2000 para 8% em 2014) e tentando conter a apreciação de sua moeda.

Entretanto, é impossível saber até quando um governo competente e sério vai manter o valor de sua moeda em meio a guerra de desvalorização cambial que tem acontecido nos últimos anos.

Veja o caso do Japão. Por muitos anos se manteve com uma economia estável e sem inflação. Sua moeda se valorizava frente às demais.

Esta é a variação do Dólar Americano em relação ao Iene até 2012:

Iene e Dólar

Até que em 2012, uma nova política entrou em vigor e a expansão monetária corroeu o valor do Iene.

Esse está sendo o comportamento do Dólar dos EUA em relação ao Iene desde então:

Iene e Dólar

Quantas vezes no Brasil passamos por momentos de estresse cambial? Só no período pós-Real foram três. Em janeiro de 1999, com adoção do câmbio flutuante, no período pré-eleitoral de 2002 e agora no período pré e pós-eleitoral de 2014.

Diante de tudo isso, manter todo o seu patrimônio sob uma única moeda se torna bastante arriscado. Nós não temos controle sobre o que os responsáveis pelas políticas econômicas farão no futuro.

A única maneira de se proteger dessa volatilidade é estar com o patrimônio exposto a uma série de moedas, de modo que a variação entre elas não cause impacto prejudicial em seu patrimônio.

Continua na Parte 2.

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

Posts mais lidos

Fechar Menu