As 5 companhias mais inovadoras do mundo – Parte 2

Saiba porque a inovação das outras 4 companhias foi bastante generosa com os investidores

No artigo anterior, você viu como são moldadas as companhias mais inovadoras do mundo segundo a revista Forbes. Também ficou sabendo um pouco mais dos motivos da Tesla ser a número 1 do mundo em inovação e a quantidade absurda de valor gerada para seus acionistas.

Mas a Tesla não está sozinha, há outras empresas fantásticas que têm desenvolvido produtos e serviços fora-de-série nas mais diversas áreas. São empresas que criam a tecnologia do século 21. Hoje você vai saber mais sobre as outras quatro companhias que completam o Top 5.

São empresas tão surpreendentes que se você tivesse investido nelas 10 anos atrás, seria um milionário hoje.

Salesforce

salesforceAntes da Tesla assumir o posto de companhia mais inovadora do mundo em 2015, a Salesforce era a dona desse posto. Não só isso, ela ocupou o primeiro lugar por quatro anos seguidos.

De uma empresa com 500 funcionários e U$50 milhões de receita há 12 anos, quando abriu o capital, para hoje com mais de 13 mil funcionários e U$ 6 bilhões de receita, o trabalho de inovação na companhia foi altamente recompensado.

A empresa é especializada no que se chama CRM (Customer Relationship Manager). De forma simplificada, é um sistema que permite às empresas gerenciarem todas as informações relacionadas a seus clientes. Nesse sistema, que funciona em nuvem, ficam armazenados quem são os clientes, as informações de contato, oportunidades de vendas, que ficam à disposição de todos em tempo real.

Mas qual o segredo da Salesforce?

O segredo da Salesforce foi capitalizar no crescimento desse tipo de sistema e atender tanto empresas pequenas, quanto grandes, bem como ir adaptando o sistema conforme o crescimento e necessidades de cada um de seus clientes. Quanto mais uma empresa cresce, mais detalhado fica o relacionamento com os clientes, indo desde e-mails mais personalizados, até interações nas redes sociais. A empresa se tornou especialista em cada um desses processos.

salesforceEla constantemente desenvolve soluções que tornam a vida dos seus clientes mais fácil. Muitas destas soluções podem ser criadas e desenvolvidas por qualquer funcionário da empresa. Todos são estimulados e desenvolver idéias e projetos, que conforme vão evoluindo de estágio podem ser tornar um produto pronto da empresa.

Todas essas oportunidades empreendedoras que a empresa dá aos funcionários evita que muitos saiam para montar seu próprio negócio. É uma cultura de liberdade bem mais desenvolvida que a das empresas tradicionais como HP ou IBM. O próprio fundador da empresa e a mente brilhante por trás do seu crescimento, Marc Bennioff é um ex-executivo da Oracle.

Mesmo com o tamanho que a companhia tem hoje, com valor de mercado na casa dos U$ 45 bilhões, não há nada que nos faça pensar que as inovações e soluções apresentadas para os clientes da Salesforce não seja um sucesso. A taxa de renovação do serviços da empresa com seus clientes é altíssima, mostrando extrema satisfação com seus produtos.

O resultado de tudo isso é uma ação que sobre sem parar, com exceção do fatídico ano de 2008. Negociada na NYSE sob o código CRM, a ação passou de U$4,00 em 2004 para U$68,00 agora em 2016. São mais de 1600% de valorização no período! Isso só reforça o quanto a inovação traz resultados para os acionistas.

Alexion Pharmaceuticals

alexionA Alexion é uma companhia de biotecnologia com sede nos EUA, fundada em 1992. É focada no desenvolvimento de terapias para doenças graves e raras.

Dentre os seus produtos, o Soliris® foi a primeira droga no mundo que inibe o sistema complemento, uma parte do sistema imunológico alterada em pacientes com Hemoglobinúria Paroxística Noturna (HPN) e Síndrome Hemolítico Urêmica Atípica (SHUA).

Na HPN, o mal funcionamento do sistema imunológico leva a destruição de glóbulos vermelhos e a um alto risco de trombose. Esta última responsável por 50% das mortes.

Sabe o que acontece quando uma empresa investe no desenvolvimento da única droga que melhora a qualidade de vida e a sobrevida de pacientes com doenças raras e potencialmente fatais?

Basicamente, a empresa passa a deter um ativo único no mundo, sem concorrentes e pode cobrar o que quiser por isso. Um tratamento anual com o Soliris® pode custar mais de U$ 500 mil dólares por ano. É o remédio mais caro do mundo! Já foi inclusive matéria de Época, onde um paciente brasileiro conseguiu o tratamento na justiça.

Os outros dois produtos da empresa, o Strensiq® para tratamento de hipofosfatasia e o Kanuma® para deficiência de lipase ácida lisossomal. O custo anual de tratamento com o primeiro, aprovado pelo FDA em outubro de 2015, ficará em torno de U$ 300 mil nos EUA e com o segundo, aprovado em dezembro de 2015, deverá ficar entre U$300 e U$400 mil.

Soliris AlexionEm muitos países, o custo dessa medicação será bancado pelos planos de saúde ou pelo sistema de saúde estatal. No caso da Inglaterra, o National Health Service, depois de muito ranger de dentes, acabou aprovando o Soliris a um custo de £340 mil (em torno de R$ 2 milhões) por ano. Cerca de 200 pessoas no país são afetadas pela SHUA.

O alto preço de venda destes medicamentos está muito relacionado com a raridade das doenças e com o custo altíssimo e longo processo de pesquisa e desenvolvimento.

Há 5 etapas principais que um medicamento desses passa até chegar ao mercado:

  1. Pré-clínico
  2. Desenvolvimento clínico inicial
  3. Desenvolvimento clínico avançado
  4. Registro
  5. Mercado

O Soliris® já está na terceira etapa para outras 4 doenças e ainda há vários outros medicamentos em desenvolvimento pela Alexion nos mais variados estágios, sendo 14 em estágio pré-clínico.

Hoje praticamente toda a receita da emprese vem dos mais de U$ 2 bilhões que o Soliris® vende anualmente, com crescimento anual acima dos 20%. Com os dois novos lançamentos e os produtos em desenvolvimento a empresa pretende dar um salto enorme em vendas nos próximos anos.

A ação da empresa é negociada na NASDAQ sob o código ALXN. O valor de mercado da companhia hoje é de U$ 33 bilhões e tem crescido de maneira espantosa nos últimos anos. O preço atual coloca o indicador Preço/Lucro na casa de 118, imbutindo um enorme valor e confiança nos futuros lançamentos da empresa.

O risco está na empresa não obter sucesso na conclusão dos seus projetos em andamento e também se houver concorrência de tratamento para alguma dessas doenças.

Entretanto, se a empresa repetir o sucesso do primeiro medicamento, não tenha dúvida de que ela pode crescer os lucros mais de 10 vezes nos próximos anos.

Regeneron Pharmaceuticals

regeneronÉ uma empresa americana de biotecnologia que desenvolve, fabrica e comercializa medicamentos que tratam condições médicas severas. Atua nas áreas de colesterol, doenças oculares e condições inflamatórias raras. Em desenvolvimento há substâncias voltadas para as áreas de oncologia, artrite reumatóide, asma, dermatite atópica, dor e doenças infecciosas.

Seu carro-chefe é o medicamento Eylea®, voltado para o tratamento de distúrbios da retina, mais epecificamente a degeneração macular. Ele somente é administrado por injeção intra-vítrea, ou seja, diretamente dentro do globo ocular.

Pra se ter uma idéia, as vendas globais desse medicamento em 2015 devem passar de U$ 4 bilhões no mundo todo, U$ 2,6 bilhões somente nos EUA.

Eylea RegeneronOutro medicamento que acabou de ser aprovado em 2015 é o Praluent®, voltado para a redução do colesterol. Deve ser distribuído não só nos EUA, mas também em diversos países durante o ano de 2016. O medicamento se mostrou bastante eficaz em pacientes que estavam usando a dose máxima de estatinas ou outros medicamentos até então disponíveis.

Em termos de inovação em doenças altamente fatais, a empresa já está em fases pré-clínicas para desenvolver tratamentos para a MERS e o Ebola, duas doenças bastante preocupantes.

Assim como nas demais empresas de biotecnologia, a Regeneron depende do sucesso no desenvolvimento e nos testes clínicos de seus medicamentos. São processos longos e caros que a empresa tem demonstrado superar com enorme sucesso.

A ação da empresa é negociada na NASDAQ, sob o código REGN, e valorizou 2.610% nos últimos 10 anos frente aos 99% do índice NASDAQ. Uma performance e tanto. A receita da empresa hoje que é em torno de U$ 4 bilhões anualmente (nos 12 meses terminados em setembro/2015), era abaixo de U$ 500 milhões 4 anos atrás.

ARM Holdings

arm holdingsCompanhia fundada em 1990 na Inglaterra como uma joint-venture entre a Apple Computer e a Acorn Computers Ltd. ARM significa Advanced RISC Machines.

Ela desenvolve microprocessadores, IP físico e todo o software e tecnologia relacionada a eles.

O forte da companhia são os microchips instalados nos tablets e smartphones de diversos fabricantes, como Apple, Asus, LG, Samsung, Motorola, Sony, Xiaomi, HTC, etc. A ARM fabrica não só o processador, mas também diversos sensores de conectividade embutidos nos aparelhos.

Todos os processadores dos iPhones e iPads são baseados na arquitetura ARM. A empresa recebe royalties por cada unidade vendida. Então já viu, né? Só no último trimestre de 2015, foram vendidos mais de 74 milhões de iPhones!

Uma coisa que você vai notar é que ela não fabrica os processadores em si, apenas desenvolve o sistema. O Chip anterior da Apple, o A7 era fabricado pela Samsung, e o atual, A8, é fabricado pela Taiwan Semiconductor Manufacturing. Com isso a ARM não precisa ter fábricas ou estoques, é basicamente uma empresa de licenciamento, que desenvolve a arquitetura e características dos processadores, tendo mais de 90% da receita vinda daí.

arm holdings buildingAlém disso, outros segmentos em que a empresa tem e espera continuar crescendo são em inteligência embarcada (microcontroladores, cartões inteligentes, automóveis, etc) e infra-estrutura de servidores.

A probabilidade de você atualmente usar vários produtos da ARM no seu dia-dia é próxima de 100%. Veja a penetração de seus produtos no mercado (market share):

  • Smartphones >95%
  • Automotivo (Entretenimento e Informação): >95%
  • Gadgets de vestir >90%
  • Armazenamento (Discos rígidos) >90%
  • Tablets >85%
  • Conexão sem fio >60%
  • Eletrônicos >55%
  • Microcontroladores >25%

São produtos que estão dentro da sua televisão, do seu telefone, da sua lavadora de roupas e do seu carro.

A empresa possui números de lucratividade e crescimento fabulosos. Sua margem operacional é de 41%, margem líquida de 34%, ROE de 20%. O crescimento da receita nos últimos 3 anos foi da ordem de 15% ao ano, o do EBITDA de 27% ao ano e do lucro de 30% ao ano.

Ao contrário de muitas empresas de crescimento, ela também tem distribuído dividendos. Mesmo que pequeno atualmente (yield de 0,8%), o crescimento dos dividendos vem desde 2009 e nos últimos 5 anos cresce a uma taxa de 22% ao ano. Pode ser considerada uma empresa de crescimento de dividendos. Isso mostra a forte posição financeira da empresa, que possui caixa para inovar e também para distribuir aos acionistas.

A ação da empresa é negociada na Bolsa de Londres sob o código ARM e na Nasdaq sob o código ARMH. É outra ação com crescimento fora do comum nos últimos 10 anos, como você pode ver no gráfico abaixo.

Seja em empresas de Tecnologia da Informação, seja na Indústria Farmacêutica e de Biotecnologia, as companhias mais inovadoras do mundo têm proporcionado um imenso lucro para seus acionistas. Na Bovespa, não há companhia farmacêutica para investir e as de TI são bastante restritas. Não existe motivo para você, como investidor, ficar preso nas empresas brasileiras. A quase totalidade das empresas que neste momento desenvolvem o mundo de amanhã estão no exterior, particularmente nos Estados Unidos.

E você, vai querer ficar de fora dessa?

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Este post tem 10 comentários

  1. Avatar

    Obrigado por compartilhar!

  2. Avatar

    O artigo é bom, bem como todos os outros.

    Mas acho que falta ao site um passo a passo do como fazer, para quem reside no Brasil.

    Como posso comprar ações dessas empresas ?

  3. Avatar

    II,

    Excelente artigo.

    Aguardo ansioso para os próximos.

    Um abraço.

  4. Avatar

    Excelente artigo. Muito útil e informativo. Parabéns.

  5. Avatar

    Artigo muito bom como sempre. Empresas como essas só surgem em um cenário favorável ao empreendendorismo, o que infelizmente não é o caso do Brasil. Um bom carnaval para vc!

    Um abraço,

    1. Investidor Internacional

      Olá Portuga,

      Sim, os EUA estão sempre inovando, apesar do governo democrata.

      O Facebook há 10 anos era um site criado no dormitório da faculdade e hoje vale 283 bilhões de dólares!

      A Petrobras era uma das maiores petrolíferas do mundo. Hoje é uma empresa sem moral nenhuma e quase falida.

      Cada país tem o futuro que trilha.

      Abçs!

Deixe uma resposta

Posts com maior repercussão

Fechar Menu