Como avaliar um ETF em detalhes

Avaliar ETF

Antes de investir em ETF, saiba como analisar todas as suas características

Os ETFs estão entre os tipos de investimento mais populares hoje. Permitem uma ampla diversificação e reduzem os custos de uma carteira diversificada. Saber avaliar antes de investir em ETF é fundamental para encontrar aqueles mais adequados para você.

Nesse vídeo eu mostro todas as informações a respeito de um ETF para que você entenda como ele é elaborado e funciona. São detalhes que quem deseja investir em ETF deve conhecer.

Sugiro que também visite a página de ETF do site. É o guia mais completo disponível em língua portuguesa. Nele há uma quantidade enorme de informações sobre como funciona um ETF desde a sua elaboração, rebalanceamento e negociação em bolsa.

Para receber este e outros artigos e ser avisado sempre que houver um artigo novo, basta se cadastrar na lista de e-mail:

Não esqueça de colocar em tela cheia na resolução máxima.

Qualquer dúvida, não hesite em perguntar.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Este post tem 25 comentários

  1. Muito bacana! Parabéns!

  2. Realmente muito útil

  3. Muito bom o vídeo. Mas, fugindo um pouco do assunto … você sabe me informar se uma corretora sediada no estado de Nebraska tem alguma vantagem sobre uma corretora sediada no estado do Delaware? Um amigo meu me disse que o Delaware é a “Suíça” dos USA e que é muito mais seguro investir lá. Esta informação está correta? Desde já agradeço.

      1. A imensa maioria das empresas é baseada em Delaware.

  4. Opa Investidor Internacional!

    Muito bacana seu vídeo! É quase a mesma forma que utilizo para analisar meus ETF. Tambem uso o MorningStar e o ETFdb.com para utilizar alguns filtros.

    Por acaso nesse ETF que vc usou como exemplo no vídeo o MSCI World que não paga dividendos para os cotistas, será que ele paga os impostos sobre cada empresa em cada país? Ou como ele é baseado na Irlanda ele não paga? Eu gostaria de entender como funciona isso e acho que a chave é esse domicílio irlandês, por um lado se ele não paga IR nos dividendos recebidos ele é muito melhor pra crescer a carteira do que algum que pague os dividendos, afinal de contas somos taxados em 30% toda vez que recebemos os dividendos. Se caso o ETF reinvista tudo sem pagar nenhum imposto seria muito bom para encarteirar.

    Grande abraço.

    Frugal.

    1. Investidor Internacional

      Olá Frugal,

      Sim, o segredo dos ETFs europeus é se sediar em Luxemburgo ou na Irlanda.

      Os dividendos são tributados numa alíquota menor.

      Abçs!

  5. Você poderia me indicar algum fundo negociado na bolsa dos EUA que tenha perfil “agressivo” (altamente especulativo).

    1. Investidor Internacional

      Olá Hélio,

      Não consigo te indicar, pois o universo de fundos é enorme.

      Além disso, uma boa indicação depende muito da sua alocação e perfil.

      Abçs!

  6. Boa noite, estou como uma dúvida na rentabilidade de uma ETF, por exemplo, ela rende como um fundo de investimento, que você investe um montante e depois de um determinado tempo você resgata com o juros proporcional ao tempo, ou funciona como os títulos do governo, que você investe um montante, mas, precisa deixar um determinado tempo para resgatar com o juros, caso contrário, você venderia e teria o valor a preço de mercado?
    Obrigado.

  7. Realmente é muito útil. Parabéns

    Também já adicionou no RSS, se quiser pode adicionar meu blog (http;//www.resenhavirtual.com.br/blog)

    Um grande abraço

  8. Oi Raphael, bom dia !

    Já li aqui no II sobre isso, mas uma dúvida redundante que persiste em ficar, e agradeceria muito sua elucidação:

    Como exemplo nesse ´video, vc pegou a MSCI World UCITS como exemplo. Considerando que:

    a) O domicílio dessa ETF é na Irlanda
    b) Ela está lastreada em USD
    c) Não distribui dividendos (reinveste no próprio fundo)
    d) Cita um nível de benchmark (ago/2016 ) de USD 4.676,82
    e) Um P/E de 17.96
    f) Um P/B de 2.13
    g) Desvio padrão de 11.57%

    Vamos às dúvidas:

    a) Com o domicílio da ETD num país que não taxa excessivamente a realização de lucros/dividendos, como Irlanda, o ETF tem melhor saldo líquido do que uma sediada nos EUA, por exemplo, que taxa os dividendos? Ou esse dividendo taxado é apenas aquele transferido para a conta dos investidores?

    b) Você deve estar cansado de responder isso, entao ja peço desculpas: 1. Nessa ETF exemplificada, com se tivesse sede nos EUA, mudaria algo para nós, investidores? 2. Ou a incidencia de uma maior tributação APENAS afetaria na liquidação dos meus shares e transferencia dos recursos para minha conta corrente no banco localizado nos EUA ou num país de baixa ou nenhuma tributação (ex: Jersey, Bahamas, etc)? 3. Nesse caso, a tributação ocorreria apenas se os recursos fossem pra alguma dessas contas, certo? 4. Se eu mantivesse os recursos na corretora para reinvestir em outros papéis, nada de tributos seria cobrado, tanto se a corretora estivesse nos EUA como na Irlanda ou Jersey?

    c) Na escolha de ETFs com composição semelhante, sendo que uma distribui dividendos e a outra os reinveste, o que devo analisar para decidir entre as duas?

    d) O que devo analisar através da informação ‘benchmark level” para embasar minha escolha por um ou outro ETF?

    e) Idem para o fator P/E e P/B. O que devo considerar com tais fatores mais altos ou mais baixos, comparativamente?

    f) Como essas variáveis que indaguei acima são analisadas conjuntamente? Alguma delas influencia outra ou precisam ser analisadas em conjunto para fazer sentido? Quais? Como?

    Raphael, são muitas perguntas, possivelmente tolas, então se desejar pode até responder via audio que eu degravo e posto sua resposta aqui para que vc não tenha tanto trabalho.

    Novamente, muito obrigado e parabens pela dedicação !

    1. Investidor Internacional

      Olá Sniper,

      Vou tentar responder suas perguntas.

      Essa questão da tributação dos dividendos antes de chegar no ETF é bem complicada, principalmente se forem de países diferentes, pois cada um tem uma regra. O que dá pra saber é que dividendo de ETF não possui taxação nenhuma em Hong Kong e Cingapura na distribuição. Outra situação seria um ETF com sede na Irlanda e negociado na Suíça, só teria 15% de tributação nos dividendos de empresas americanas, por exemplo, mas não quando distribui pros cotistas. Nos EUA, teria 30% apenas na distribuição.

      A tributação não tem nada a ver com transferências ou o local da conta, mas sim com as operações que tiveram lucro.

      ETF que distribui dividendo é melhor para quem quer renda e que não distribui é melhor para que está aumentando patrimônio.

      Não entendi a pergunta do ‘benchmark level’. Benchmark é só pra comparar a evolução do valor do ETF.

      P/E e P/B são medidas de valuation. Leia mais na página sobre ações.

      Essas medidas são médias ponderadas para você analisar o valuation geral da carteira. Ver se o ETF está ‘caro’ ou ‘barato’ e comparar com os demais índices de mercado.

      Abçs!

  9. Bom dia II,
    Primeiramente, parabéns pelo excelente conteúdo do seu site.
    Voce poderia fazer um post com os ETF´s que podem se beneficiar com um mercado de ações em queda? Existe algum ETF que esteja vendido no S&P ou em outros índices? Se existem, como faço para encontar no etfdb.com?
    Aguardo sua resposta, pois tenho interesse em investir no exterior porém vejo os mercados muito altistas e isso me preocupa.
    Abraços

  10. Olá!
    Você já viu alguns alertas em relação aos ETF feito pelo site Zero Hedge?
    https://www.zerohedge.com/news/2017-04-27/etfs-are-weapons-mass-destruction-fpa-capital-warns-we-could-get-onslaught-selling

    Alguns pontos a destacar:
    – ETFs com alta liquidez compostos por ativos de baixa liquidez, onde numa correção de mercado podem descolar significativamente de seus ativos correspondentes, não cumprindo sua função de espelhar o índice;
    – Percentuais cada vez maiores de participação no mercado através do ETFs onde esse fluxo de dinheiro acaba influenciando o próprio mercado que ele espelha;
    – Os ativos que mais sobem são os que ocupam maiores posições nos índices, o que cria um círculo vicioso, onde não há escrutínio em relação ao valor real dos ativos.

    Tá certo que a maioria dos alertas são feitos por gestores de fundos ativos, porém, vale e pena entender a fundo a mecânica do ETF que compramos. Sabemos que o mercado está sobrevalorizado e que mais cedo ou mais tarde haverá uma correção, provavelmente será um belo teste de stress para os ETFs…

    1. Investidor Internacional

      Olá Oldir,

      Isso me parece um pouco infundado. Claro que pode haver descolamento, mas só nos ETFs que têm ativos pouco líquidos.

      Queda de preço em caso de crise sistêmica acontece você tendo ETF, fundo ou as ações.

      Em todo topo pré-crise os ativos estavam “sobreavaliados”. Claro que só fecham esse diagnóstico depois.

      Em 2008 tivemos uma crise feia nos EUA e os ETFs continuam aí.

      ETF é algo dinâmico. Se o índice e o ETF forem bons, haverá quem crie cotas para ele.

      Veja a seção “Processo de criação e resgate de ETFs” na página de ETFs para ver como funciona.

      Também encontrei um artigo que contrapõe esse que você citou.

      Abçs!

      1. Concordo que o descolamento pode acontecer em ETFs com ativos pouco líquidos, tanto que os críticos citam ETF de Bonds como exemplo…
        De resto, seu contra argumento e do artigo que vc citou também são bons. O bacana é ler de tudo e ponderar, pois caso contrário, podemos ficar confortáveis demais e acabar sendo displicentes…
        Talvez a grande lição seja entender a dinâmica do ETF que se deseja investir para, ao menos, evitar maiores surpresas.

        um abraço!

  11. OLA , estou olhando no site da bolsa de frankfurt , como eu acho um ETF americano da divida dos USA de bonds , ja tenho dinheiro no exterior na Dinamarca , preciso que seja em dólar porque a conta e em dólar e se eu comprar em outra moeda eles convertem de uma forma ruim. Tem outro site melhor??? obrigada

    1. Investidor Internacional

      Olá Cristiane,

      O layout do site mudou, mas o procedimento é o mesmo. Ir em bons, search, escolher a moeda, prazo e emissor.

      Não sei te dizer de cabeça se há treasuries, mas suspeito que haja.

      Abçs!

Deixe uma resposta

Posts mais lidos

Fechar Menu