Brasil Paralelo

Para entender o presente é preciso compreender nosso passado

Por mais que eu queira, é difícil fugir da discussão sobre a realidade que enfrentamos no Brasil hoje. Gostaria de poder focar mais no setor produtivo e de falar sobre investimentos do que abordar  questões políticas. Entretanto, está sendo cada vez mais comum ver pessoas à nossa volta sofrendo assaltos, sequestros relâmpagos, blindando carros, morando em condomínios cada vez mais fechados e vivendo com medo.

Para chegar ao ponto em que estamos hoje, onde a criminalidade nas ruas e no alto escalão político e empresarial atinge níveis recordes, foi preciso uma série de desventuras e de destruição de valores que têm ocorrido no país há mais de 1 século.

Esta semana consegui terminar de assistir ao último episódio da série Brasil Paralelo. Caso você não conheça, trata-se de uma iniciativa fundada de maneira independente em 2016 com o objetivo de mostrar uma nova abordagem da história do Brasil pautada em valores conservadores e liberais.

Se você tem interesse em entender o que se passa no Brasil e acredita que merecemos viver em um país com mais liberdade e segurança é importantíssimo assistir aos documentários produzidos pelo Brasil Paralelo. Eles estão disponíveis gratuitamente no YouTube e podem ser compartilhados com as pessoas que você conhece.

Vou contar agora um pouco sobre a série, mostrar como ela é tão importante a ponto de eu dedicar um artigo inteiro sobre ela e como você também pode mudar a história do Brasil, tanto a do passado como a do futuro.

Por que esta iniciativa é tão importante?

O que vem à sua mente quando se fala o nome Estados Unidos? Você pensa na maior economia do mundo, no país da liberdade, no país que atrai o maior número de imigrantes em busca do famoso “sonho americano”.

O que vem à sua mente quando se fala o nome Inglaterra? Você pensa no grande Império que conquistou terras nos quatro cantos do mundo e que foi o criador da revolução industrial.

O que vem à sua mente quando se fala de Brasil? Você pensa nas belezas naturais, no carnaval e no futebol.

Entendeu a diferença?

Onde está o mérito em se orgulhar da Amazônia?

Não é vergonhoso saber todos os títulos do seu time e não saber os feitos das pessoas que construíram o seu país?

Como criar uma grande nação se estamos “presos” psicologicamente nesta pequenez de acreditar que somos um país simbolizado por jogadores, índios e florestas?

Para entender como viemos parar nesta mediocridade que é o Brasil atual, com uma população iletrada, com recorde de assassinatos, onde metade dos presidentes eleitos sofre impeachment e a cada 10 anos ou menos acontece uma forte crise, é preciso conhecer todo o processo que nos trouxe até aqui.

Bandeira do Império
O Brasil já teve uma bandeira com símbolos nacionais e não com uma mensagem positivista idiota

Se hoje os americanos já planejam a conquista de Marte, no século XIV eram os portugueses os grandes conquistadores de lugares desconhecidos. Eles (e os espanhóis) eram quem detinha a tecnologia e se aventurava em mares desconhecidos, muito antes de qualquer satélite ou robô verificar se era seguro. Só pra você ter ideia, a viagem de Vasco da Gama de ida e volta para as Índias equivale a uma volta completa ao planeta e mais da metade dos navegadores que estavam com ele morreu pelo caminho.

O nascimento do Brasil é fruto da coragem desses grandes conquistadores, sendo Pedro Álvares Cabral o primeiro a ancorar na costa brasileira há exatos 518 anos. Não é pouca coisa. A descoberta do Brasil foi um dos maiores feitos da civilização humana até aquela data.

A série atual (Brasil – A Última Cruzada) conta o histórico não só do Brasil, como toda a história portuguesa que nos precedeu. Com ela você consegue ter a dimensão de como foi formada e destruída a identidade brasileira durante esses mais de 500 anos. De como passamos de um grande Império continental para uma República de carnaval e futebol.

A série anterior (Congresso Brasil Paralelo) conta um pouco da história antiga do Brasil e analisa os acontecimentos mais recentes, como o último processo de impeachment. Mostra muito do que está por trás dos diversos movimentos políticos e sociais que influenciam nossas vidas nos dias de hoje.

Uma nova elite intelectual

Além de disseminar um grande conhecimento histórico e cultural sobre as histórias brasileira e portuguesa, os documentários mostram uma série de entrevistas com pessoas das mais variadas formações. São inúmeros professores, filósofos, economistas, jornalistas, que comentam todos os acontecimentos históricos, sem o viés daquele professor de história mentiroso que muitos de nós tivemos.

No meu ponto de vista, está se formando uma nova elite intelectual no Brasil. Uma elite com grande conhecimento sobre as raízes do Brasil e defensora dos valores responsáveis por tornar um território povoado de pessoas em uma verdadeira civilização.

José Bonifácio
José Bonifácio foi um verdadeiro herói nacional e não aqueles guerrilheiros comunistas que lutaram contra o regime militar.

E não tenha dúvida de que se você quiser que o Brasil seja novamente elevado a um patamar mais alto de país, a formação de uma elite intelectual que defenda esses ideais é absolutamente fundamental.

Enquanto no passado, o povo seguia a elite e tentava absorver sua cultura e conhecimento, hoje temos o inverso. Vemos a elite dançando funk e assistindo ao Big Brother. A alta cultura e os valores que deveriam servir de exemplo para o resto da sociedade foram simplesmente esquecidos.

Se quisermos chegar a um nível de sociedade como a da Suíça, a da Dinamarca ou a dos Estados Unidos, é preciso defender os mesmos valores que tornaram esses países desenvolvidos e não seguir os pensamentos baseados na inveja, na mediocridade e no totalitarismo que destuíram países e levaram centenas de milhões de pessoas à miséria.

Precisamos resgatar os valores nacionais. Precisamos redescobrir nossa própria identidade, que nos foi tomada, apagada e substituída por um modelo artificial baseado no poder político e no autoritarismo, que têm sido impostos de cima para baixo durante as últimas décadas.

E essa nova elite tem justamente essa noção de regatar aquilo que nos une como brasileiros e de não acreditar nas falsas promessas realizadas pelos ditadores de plantão.

O que você pode fazer?

Primeiro, assista aos episódios no YouTube:

Congresso Brasil Paralelo

Brasil – A Última Cruzada

Depois compartilhe com os amigos. Se você tiver um site ou blog, divulgue.

Percebo o tanto que as pessoas estão se distanciando do conhecimento e da informação de qualidade. O Brasil não é um país em que as pessoas demonstram vontade de leitura. Esta série tenta sobrepor este obstáculo, com um modelo de documentários com excelente edição, alta qualidade visual e duração relativamente curta (1 hora em média) para que seja mais agradável de acompanhar.

Você também pode se tornar membro do Brasil Paralelo, assim como eu. Desta forma, você contribui para financiar o grupo e mantê-lo independente, sem qualquer necessidade de dinheiro público ou incentivo fiscal. Clicando neste link, você poderá assinar e ter acesso a conteúdos exclusivos. Pra falar a verdade, tornei-me membro mais com o objetivo de financiar novos episódios do que para ter acesso a esse conteúdo.

Todo o brasileiro precisa saber como um país glorioso foi roubado de nós e esta série de documentários é uma grande ferramenta para que tomemos consciência disso e tentemos resgatar nossos verdadeiros valores como nação.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Este post tem 20 comentários

  1. Avatar

    De um país que foi mediador entre Inglaterra e EUA, de um país que viu a Inglaterra da Rainha Vitória pedir desculpa, de um país que foi um dos primeiros a ter telefone, que foi um dos primeiros a ter escolas para deficientes, que sua moeda eram feitas de ouro e prata como os outros grandes países, esse lugar virou uma república de ladrões e um povo que ama o governo.

  2. Avatar

    Realmente, a série é muito boa, de alta qualidade. Eu vi o primeiro episódio e gostei muito. Me trouxe um novo paradigma. O esquerdismo havia me infestado tanto que eu jamais tinha pensado no Brasil desta forma como foi apresentada na série.

  3. Avatar

    Investidor Internacional,

    Gostei da dica, eu não conhecia essa série, vou assistir.
    O contraste que fez no início do post (EUA, Inglaterra e Brasil) ficou muito bom, pois mostra claramente o quanto estamos longe de ser uma nação realmente séria.

    “Percebo o tanto que as pessoas estão se distanciando do conhecimento e da informação de qualidade. O Brasil não é um país em que as pessoas demonstram vontade de leitura.”
    Acredito que a decadência do ensino público durante décadas não poderia trazer um resultado muito diferente…

    Abraços,

  4. Avatar

    Olá II,

    Eu já assisti vários episódios desta série. Gostei muito.
    No caminho que estamos indo, o Brasil vai chegar em um nível de Suíça só daqui a 500 anos, pois cada dia que passa as coisas pioram mais por aqui.

    Abraços.

    1. Investidor Internacional

      Olá Cowboy,

      Acho que não chega nunca.

      No nosso modelo atual é troca ou manutenção de corruptos a cada 4 anos, com todos eles fazendo as mesmas promessas.

      No meu ponto de vista atual, ou muda tudo ou não muda nada.

      Abçs!

  5. Avatar

    O que falta no Brasil: PATRIOTISMO!

  6. Avatar

    Legal a lembrança, II! Também sou um espectador ativo do Brasil Paralelo.

    Abraço!

  7. Avatar

    Vou perguntar por aqui mesmo…

    Se eu quiser investir em ações, ouro ou prata em singapura, como fica a questão de imposto de renda? Pago duas vezes?

  8. Avatar

    Olá Raphael.

    Excelente artigo.
    Eu já tinha assistido a série anterior sobre a revolução cultural comunista até o impeachment e agora a última a cruzada.
    Apesar dos vídeos esclarecedores, eu infelizmente não acredito no Brasil. Daqui a um milênio isto aqui continuará sendo uma porcaria. Olho a listas de candidatos para presidente e pior olho as pesquisas e só vejo porcaria. Eu não acredito que estes candidatos tenham força e vontade para fazer esta linda nação crescer sustentável ao longo de décadas.
    Infelizmente eu estou em uma situação que me prende no Brasil, mas se a oportunidade surgir caminharei feliz até o aeroporto.
    Um dia migrarei para a Austrália.
    Mantenho em mente suas palavras “Eu não tenho controle sobre destino de meu país, mas tenho controle sobre o meu destino”, com estas palavras mantenho firme os meus sonhos em busca de um lugar melhor.
    Continue escrevendo que eu continuarei lendo.

    1. Investidor Internacional

      Olá Sheila,

      Não tenho dúvida de que imigrar é uma ótima solução.

      Só que a realidade de cada pessoa é diferente, tornando esse opção mais fácil ou mais difícil.

      Abçs!

  9. Avatar

    Chocado com a amplitude do problema abordado no primeiro episódio e orgulhoso como se fundou meu país. Não tinha conhecimento sobre.
    Ao fazer uma retrospectiva sobre oque me foi ensinado no fundamental observei que de maneira muito vaga fora abordado o tema fundação do Brasil, aqui desembarcou um Portugues (muitos quando perguntado dizem ser Cristóvão Colombo), enganou os índios, roubou os recursos, matou todo mundo é foi embora.
    Isto fora ensinado em uma semana de um ano letivo, os temas debatido durante o restantes enaltecia feitos de outros como povos.
    Que valores me fora passado, que orgulho tenho de minha pátria?
    Com base nisto, hoje entendo por que boa parte do país tem aversão ao Rio grande do sul, por que aqui temos eventos culturais que resgatam nossos feitos é temos orgulho destes!

  10. Avatar

    Série muito bem produzida. No final do último episódio eles se mostram totalmente monarquistas, ficou meio estranho.

    1. Investidor Internacional

      Olá Leonardo,

      Não é estranho não. Se você acompanhar a série inteira ficará claro a superioridade do modelo monarquista em relação ao republicano.

      Abçs!

Deixe uma resposta

Posts com maior repercussão

Fechar Menu