Vale do Silício

Pare de perder tempo com política e descubra o que está acontecendo na nascente de trilhões de dólares

As eleições acabaram, mas a pilha política de muita gente ainda está longe de esgotar. Claro que é importante cobrar coerência dos eleitos e as redes sociais são excelentes veículos para mandar seu recado diretamente para os políticos em quem você votou (ou pelo menos para alguém da equipe deles). Entretanto, dar atenção a tudo e ficar excitado por conta de pseudocrises criadas pela grande imprensa não irá levar você a lugar nenhum.

O mal maior está afastado por pelo menos 4 anos e obviamente muita gente que se esbaldava antes terá dias mais difíceis agora, como os do resto da população que não mama em nenhuma teta estatal. Vai haver muito ranger de dentes e isso faz parte do jogo.

Política é política e os políticos são a pior raça que já rastejou na face da Terra independente se são de direita ou de esquerda. Invariavelmente, eles irão decepcioná-lo mais cedo ou mais tarde. Claro que não podemos deixar de notar que pessoas muito competentes foram alçadas a posições-chave da República. É em si um bom sinal, mas sempre haverá algum ponto em que não iremos concordar com o Moro ou o Paulo Guedes. Por outro lado, se você levar em consideração o que havia antes deles, dará graças a Deus deles existirem!

Onde eu quero chegar?

Neste início de ano, invarialmente, alguém chegava para mim e perguntava:

-E o Queiroz?

-Não sei.

-E o Flávio Bolsonaro?

-Não sei.

-E o Bebianno?

-Não sei.

Eu passo um tempão ouvindo podcasts, lendo artigos, estudando, trabalhando e procurando as próximas ações e REITs que podem multiplicar de valor para os membros do Passaporte Internacional (inclusive tem uma microcap espetacular que sairá no relatório de março), que não tenho tempo para pensar em Bebiannos da vida.

O tanto de vídeos, entrevistas e materiais que eu li sobre inteligência artificial na semana passada não me permitiram ficar atualizado sobre as últimas fofocas de Brasília.

Prefiro a mentalidade do Vale do Silício

Não se trata apenas de tirar o foco das questões políticas, mas também de começar a desenvolver uma nova visão sobre o mundo.

Quer um exemplo?

Quantas vezes você já pensou que poderia perder o emprego pelo aparecimento de novas tecnologias?

O desenvolvimento da robótica e da inteligência artificial realmente está mudando a forma como diversas atividades são realizadas hoje.

Tem certas coisas que dão um certo medo, como este vídeo abaixo sobre o sistema cognitivo da IBM chamado Watson:

É aí que entra a mentalidade do Vale do Silício. Ao invés de pensar “Ai, meu Deus, socorro, vou perder meu emprego!”, os nerds da baía de São Francisco pensam assim “Que oportunidade isso pode me gerar? Que novos produtos e negócios podem surgir? Como posso aproveitar isso? Como atender a demanda por esse tipo de produto?”.

Eles não veem a tecnologia como o fim da humanidade, mas sim como uma ferramenta a mais para melhorar a vida das pessoas. Eles enxergam as novas tecnologias como trampolins para novos saltos em serviços e soluções.

Quanta tecnologia surgiu antes de Evan Spiegel, Bobby Murphy e Reggie Brown criarem o Snapchat, usado diariamente por 186 milhões de pessoas? Veja só, telas de LCD touchscreen, memórias, processadores, os sistemas operacionais mobile, toda a infraestrutura de internet, incluindo servidores, redes sem fio, etc.

Sem a evolução da tecnologia e a criação de novas soluções que as usem, não haveria iPhone, Snapchat, Facebook, Waze, Instagram, Google Maps, Twitter, Whatsapp, YouTube e tantos outros que bilhões de pessoas usam todos os dias no mundo.

Quantas fortunas foram feitas na esteira dos grandes criadores?

Eu estava dando uma olhada aqui na lista da Forbes. Dos 20 homens mais ricos do mundo, 10 estão ligados diretamente à tecnologia/telecomunicações. Agora imagine quantos investidores perceberam estes grandes negócios e entraram no barco junto com estes visionários. Quantos bilhões de patrimônio foram criados para pessoas comuns como eu e você, que simplesmente compraram uma ação?

Já mostrei aqui que é difícil competir com os americanos. Nestes últimos 100 anos, a maior parte da riqueza do mundo foi criada lá. Olhe a sua volta e verá que muita coisa se deve a eles. Também já contei a história do Paypal e ficou claro o porque das melhores cabeças do mundo quererem realizar seus sonhos nos Estados Unidos. É uma multiplicação de riqueza que não se vê em outro lugar (o mais próximo talvez seja a China, mas com alguns poréns).

Você também não gostaria de entrar no bonde de gente como Bill Gates, Jeff Bezos, Elon Musk e Larry Ellison?

Conclusão

Acompanhar  o desenvolvimento da tecnologia e as novas ondas do Vale do Silício é muito mais produtivo do que ficar por dentro dos bastidores de Brasília.

“Ah, mas meu dinheiro ainda está no Brasil e eu preciso ficar atento ao que está acontecendo.”

Não, você precisa é abrir logo uma conta em outro país e não ficar dependendo da reforma da previdência para o país não colapsar e o seu dinheiro não virar pó.

É muito mais simples do que parece e já escrevi uma série inteira de artigos com essa finalidade.

Brasília é onde os maiores problemas do Brasil são criados. O Vale do Silício é onde as maiores soluções do mundo surgem. Onde você prefere estar com a cabeça?

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Este post tem 31 comentários

  1. Avatar

    Ótimo post. Se Deus quiser, abro minha conta em maio.
    Parabens.

  2. Avatar

    Raphael, qdo vc abre um conta fora do país… qual a qtde de dinheiro a ser depositada lá e estar bem com o fisco local (EUA)? A partir de qto tem que se fazer uma “declaração de IR por lá” no “Pessoa Física”?
    Ou o recomendável para mandar dinheiro pra lá seria apenas através de uma trust?

    1. Raphael Monteiro

      Olá Euzinha,

      Você, como não residente, não tem obrigação fiscal lá, apenas aqui.

      O imposto que eles cobram de você é sobre a renda e já é retido na fonte. Não precisa declarar mais nada para a IRS.

      Abçs!

  3. Avatar

    Excelente conclusão.
    Quanta energia não desperdiçamos com essas mazelas políticas?

    1. Raphael Monteiro

      Olá Struggle,

      O brasileiro perde muito tempo com burocracia e discutindo política.

      As eleições já passaram e agora é tocar o barco para frente.

      Abçs!

  4. Avatar

    Mais um excelente post II. Sempre estimulando ao extremo a busca e o interesse por novos e promissores horizontes para o investidor e sua tão sonhada independência financeira. Gostaria de saber se além do passaporte internacional vce tem algum tutorial ou mentoria sobre como comprar as ações etfs e reits que vce indicará na Interactive Brokers Grande abraço

    1. Raphael Monteiro

      Olá Marcos,

      Além da seleção de ações, REITs, etc, os membros podem adquirir o serviço opcional de assessoria online, onde eu tiro todas as suas dúvidas e passo todos os meus contatos para você sair da teoria e ir para a prática imediatamente.

      Eu passo meus 6 anos de pesquisa em 1 consulta de hora para você tomar o atalho da internacionalização.

      Qualquer dúvida, é só perguntar.

      Abçs!

  5. Avatar

    Boa tarde Rafael
    Me passe um e-mail para eu encaminhar a vc algumas dúvidaseu sobre um outro assunto sblc e fundo monetizador por favor
    Cordialmente
    ABS

  6. Avatar

    Roberto Ferreira

    Caro Amigo,

    Muito bom seu trabalho, foi uma otima surpresa.
    Vou ler suas letters sempre que puder e baixar os ebooks.

    Bom trabalho e ótima semana

      1. Avatar

        Parabéns pelo texto

  7. Avatar

    Bom dia, Raphael!
    Excelente artigo, como sempre! Parabéns!
    Graças à leitura do seu blog, há 1 mês criei coragem e abri minha empresa OffShore. Meu próximo passo será enviar recursos para a empresa e começar meus investimentos lá fora. No entanto, recentemente foi publicado no Infomoney um artigo que me deixou MUITO APREENSIVA. Trata-se de uma “mudança de interpretação” da Receita Federal, na qual eles irão cobrar 15-25% de IR sobre as remessas feitas para o exterior. Não vou nem comentar o que penso sobre o assunto. De qualquer forma, qual é o seu ponto-de-vista? Tens alguma sugestão?
    Segue abaixo o link para o artigo:
    https://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7955195/nova-regra-pode-encarecer-envio-de-dinheiro-ao-exterior
    Forte abraço,
    Gaucha.

    1. Raphael Monteiro

      Olá Gaúcha,

      Essa palhaçada da Receita Federal não irá alterar em nada seus investimentos e as suas remessas.

      Estão querendo tributar remessas com outros fins, como “doação, herança e gastos com viagens de turismo”.

      Abçs!

    2. Avatar

      Raphael, também li a reportagem. Infelizmente o Infomoney vem divulgando um grande volume de notícias o que acaba sacrificando a qualidade e revisão das mesmas. Mas referente ao publicado, o que mais me preocupa é a seguinte citação: “Se o valor for enviado a países conhecidos como paraísos fiscais – onde a tributação é reduzida ou nula e as transações financeiras não precisam ser identificadas – há tributação de 25%.”
      Em meu entendimento, pelo simples fato de não ser obrigatória a necessidade de identificar a transferência causaria não só uma tributação obrigatória como também uma punição, visto que tal tributação aumentaria de 15% para 25%.
      Isso comprometeria as transferências para o exterior apenas para terceiros ou também pra nossas contas de investimento?

      1. Raphael Monteiro

        Olá Leandro,

        No meu entendimento, não muda nada para contas de mesma titularidade.

        Abçs!

  8. Avatar

    Não aguento mais essas discussões entre esquerda, direita, imprensa e tudo mais no nosso pais,mais acho que tenho condição talvez de investir fora do Brasil.Tenho uma renda bruta de aproximadamente cinco mil reais, e venho ultimamente procurando uma forma de me livrar de tudo isso aqui, não sei talvez seja essa a oportunidade que estou procurando. Oque vc me diz?

  9. Avatar

    Excelente artigo Raphael! Me fez refletir sobre essas atitudes, que acabo fazendo bastante. Um post aqui, uma leitura ali… e de repente, lá estou eu discutindo e perdendo tempo com essas idiotices. Vc tem toda razão, muito obrigado por me abrir os olhos. Deus abencoe seu trabalho.

    Obrigado
    Mauro

  10. Avatar

    Bom dia, vi uma mensagem postada em outro site que dizia que o governo federal americano impõe um limite mínimo de 5.000. Dólares para que investidores estrangeiros. Essa. Informação. É verídica ? Ou. Da. Para começar com menos capital?

    1. Avatar

      Oi Alexandre, no meu caso quando fui abrir uma conta na SAXO BANK, o mínimo exigido foi de US$ 5000, não encontrei outra corretora para entrar com menos mas é possível que você encontre.

  11. Avatar

    Tenho me desligado cada vez mais de redes sociais, noticiários e política. Por um lado você se sente um pouco isolado do mundo, por outro lado os ganhos de tempo/produtividade são enormes. Cada vez me convenço mais que essas coisas são como verdadeiras prisões, roubando o tempo e a liberdade das pessoas.

    1. Raphael Monteiro

      Olá Investidor Solitário,

      Essas coisas consomem seu tempo e sua energia e não trazem resultado nenhum para você.

      Prefiro focar no que realmente importa.

      Abçs!

  12. Avatar

    Olá Raphael!
    A intenção é abrir uma conta no exterior e começar a investir. A dúvida é: existe um valor mínimo pra que valha à pena?!
    Obrigado,
    At.te
    Pio

    1. Raphael Monteiro

      Olá Pio,

      Para ter uma conta em si não. Mesmo que você só use para viajar, pelo menos não sofrerá com variações cambiais.

      Tem corretora que nem exige valor mínimo inicial.

      Abçs!

  13. Avatar

    Já aplico desde meados de 2016 , nos EUA , Canadá e mais recentemente Austrália e Alemanha.
    Essa nova intervenção no preço do diesel , mostra exatamente o que é o seu texto .
    Realocarei mais 40% para os países sérios . E deixarei de assinar o ValorEconomico . Farto dessa comédia tupiniquim .

Deixe uma resposta

Posts com maior repercussão

Fechar Menu