The Millionaire Fastlane

Millionaire Fastlane

O livro que vale mais que um MBA

O caminho para a riqueza ilustrado em 9 de cada 10 livros sobre finanças pode ser resumido da seguinte forma: estude, tenha boas notas, faça uma boa faculdade, obtenha seu diploma, arrume um emprego, poupe parte da sua renda, invista, evite gastar com supérfluos, tenha uma vida frugal, espere de 40 a 50 anos e ficará rico.

O fato é que se você seguir a risca o que está colocado aí, toda a sua riqueza acumulada servirá apenas para pagar médicos, hospitais e planos de saúde quando você estiver rico com 70 ou 80 anos.

O livro “The Millionaire Fastlane” ou “A via Expressa dos Milionários” foi lançado pelo empresário MJ DeMarco em 2011 e veio para acabar com essa ideia de que a construção da riqueza precisa ser algo demorado.

O autor desvendou os mistérios do enriquecimento rápido quando estudou a fundo jovens milionários que não eram famosos, artistas ou atletas. Eles procurou aqueles que tinham um estilo de vida sofisticado (nada de milionários frugais), com idade abaixo de 35 anos e que tinham conseguido tudo por esforço próprio.

O que ele aprendeu foi aplicado num negócio de aluguel de limousines que usava um website para captar clientes. Isso ainda na infância da internet no final da década de 90. Os erros e acertos fizeram-no moldar seus princípios (que você descobrirá a seguir) para negócios de crescimento rápido, que podem tornar alguém milionário ainda jovem.

E por que este livro é tão bom? Porque ele incomoda. Ele faz você se sentir desconfortável. Ele fala a verdade nua e crua. Dá até uma certa depressão. Por outro lado, ele não o orienta a pegar o caminho fácil e errado. Ele o orienta a pegar o caminho certo, cheio de obstáculos, e manda você pisar fundo no acelerador.

Conforme eu expliquei no E-book “A pirâmide das Finanças Pessoais”, tenho uma regra geral para criação de riqueza, que é dividida em duas partes:

O trabalho construirá o seu patrimônio e os investimentos irão multiplicá-lo.

A aplicação dos ensinamentos do livro visa extrair o máximo da primeira parte, a criação de patrimônio.

Vou mostrar agora os três tipos de jornadas que você pode trilhar, bem como os cinco princípios que o seu negócio deve respeitar para torná-lo milionário de maneira rápida.

1% inspiração e 99% transpiração

Provavelmente você já deve ter se deparado com propostas do tipo “Fique Rico Rápido”. A sua caixa de e-mail deve estar cheio delas. Pois bem, saiba que ficar rico rápido é plenamente possível. O problema não está no quesito tempo. O problema está quando o “Fique Rico Rápido” traz na garupa o “Fique Rico Fácil”. Rápido e fácil não combinam. É uma probabilidade ínfima e que não pode ser considerada seriamente.

Aqui fica a primeira lição:

Ficar rico rápido demanda sacrifício

Quem se torna milionário ainda jovem assim o faz por meio de um processo bem estabelecido. Uma fórmula que demanda tomada de risco, sacrifícios, trabalho duro e muita tentativa e erro.

Dito isso, veja as três principais jornadas que você pode fazer na vida quando se trata de carreira, negócios e dinheiro.

A calçada

É o que a maioria das pessoas escolhe. Quem anda pela calçada toca a vida usando duas fontes de dinheiro, o salário e as dívidas. É o famoso cachorro correndo atrás do rabo. O máximo que as pessoas que seguem pela calçada conseguem é comprar uma casa parcelada em 30 anos e se aposentar pelo INSS.

A via lenta

É a jornada da classe média e é marcada pela frugalidade. São as pessoas que sacrificam o presente em troca de algo melhor no futuro. São as pessoas que trocam o tempo pelo dinheiro e que dão graças a Deus que chegou a sexta-feira. Elas poupam parte do salário e esperam décadas para acumular algum patrimônio.

A via rápida

A via rápida é o método de se criar dinheiro rápido. Seu alicerce é a alavancagem ilimitada controlada. Para criar a alavancagem você precisa construir um método que multiplique a sua eficiência. Um exemplo bem simples disso é a diferença entre ser um profissional liberal e ter uma empresa onde trabalham muitos profissionais liberais. O profissional atende uma pessoa por vez, possui um tempo limitado. Já o dono de uma empresa que agrega múltiplos profissionais, pode ter 10, 20, 30, 100 pessoas fazendo o mesmo trabalho em paralelo. É ilimitado.

A fórmula da via rápida é:

Riqueza = lucro líquido + valor dos ativos

Você cria riqueza não só pela renda gerada pelo negócio, como também pelo crescimento de valor do negócio em si.

Muitos milionários e bilionários atingiram esse patamar simplesmente por terem criados negócios que geram renda constante ou por terem vendido seus negócios para outros por valores extraordinários.

Trabalho duro e comprometimento separa os vencedores dos perdedores

Só que trabalho duro sem método não gera resultados. Você precisa seguir alguns princípios antes de arregaçar as mangas.

Os cinco princípios dos negócios extraordinários

No livro “The Millionaire Fastlane”, o autor criou um acrônimo simples para que você avalie se determinado modelo de negócio irá colocá-lo na via rápida. Chama-se CENTS. Se você avaliar todos as empresas que alcançaram a marca de centenas de milhões ou bilhões de dólares, em mais de 90% você encontrará esses princípios.

Portanto, antes de entrar em qualquer empreendimento, veja se ele segue o que vai abaixo.

C – CONTROL (Controle)

É preciso ter o controle total do negócio que você pretende tocar. Nunca deixe os destinos do seu negócio principal nas mãos de terceiros.

Um exemplo de quebra desse mandamento é quem depende de Adsense para ter renda. Uma mudança nas políticas e nos algoritmos do Google e diga adeus para sua renda. O mesmo vale para quem depende de redes sociais, como YouTube, Instagram, Twitter ou Amazon para trabalhar. Do dia para noite, você pode não ser mais necessário. Outro exemplo é quem depende de um contrato com uma única empresa. Se essa empresa deixar de precisar de você, já era.

E – ENTRY (Entrada)

Ao avaliar seu negócio, faça as seguintes perguntas:

Quão fácil é entrar nesse mercado? Quais as barreiras de entrada?

O seu mercado deve ser difícil de entrar. Quem quiser se tornar um concorrente deve pensar assim: “Não, é isso é muito complicado de fazer. Vou procurar outra coisa.”

Se qualquer um pode entrar no mercado e fornecer o mesmo serviço, então ele será desvalorizado. A Cielo que o diga.

N – NEED (Necessidade)

As pessoas realmente precisam do que você quer vender? A única razão para a existência de um negócio é resolver o problema dos outros, quer seja retirar uma inconveniência, preencher necessidades, satisfazer desejos ou tornar alguma atividade mais fácil.

A maioria das pessoas que seguem seus sonhos ou fazem o que mais lhe dão prazer falha aqui. Se o público não estiver interessado em consumir o seu sonho, ele não valerá nada.

T – TIME (Tempo)

Este princípio é um dos mais difíceis de seguir. Você precisa responder sim para a seguinte pergunta:

O negócio continuará funcionando sem a sua presença?

Atender este mandamento resolve o paradigma cruel tanto de empregados quanto de empresários, a troca do tempo por dinheiro.

Pequenos empresários falham aqui. O negócio depende deles estarem perto e de olho. Quem conhece ou é dono de comércio sabe muito bem o tempo que se gasta para manter tudo funcionando. Lidar com contas, fornecedores, funcionários, clientes torna a vida do pequeno empresário um verdadeiro inferno.

É muito comum vermos donos de pequenos negócios trabalhando mais de 12 horas por dia, incluindo fins de semana e feriados. Uma vez, um empresário me falou que não tirava férias havia 30 anos.

Quer exemplos de negócios ou fontes de renda que não dependem de sua presença? Software, Apps, videogames, livros, royalties e patentes.

S – SCALE (Escala)

Este princípio está um pouco interligado com o mandamento anterior. O seu serviço ou produto precisa ser replicado de maneira fácil. Não deve haver muita diferença em termos de trabalho entre vender seu produto para 15 ou 5.000 clientes.

Um exemplo claro disso é a indústria de software. Você faz uma vez, coloca para download e pode vendê-lo para um número ilimitado de pessoas.

Conclusão

Procurei mostrei apenas alguns pontos principais do livro e sugiro fortemente que caso tenha interesse, compre realmente o livro. Nele você encontrará ainda mais dicas e inúmeros exemplos para que você encontre a sua via rápida da riqueza.

Antes de finalizar, gostaria de convidá-lo a ler outros dois artigos que escrevi que abordam assuntos interligados:

8 conselhos financeiros que todo brasileiro deveria ouvir

Não existe resultado sem processo

E não esqueça de deixar a sua opinião na área de comentários abaixo.

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Este post tem 10 comentários

  1. Avatar

    Excellent orientation

  2. Avatar

    Olá, II.
    Parece que esse livro é bom.
    Eu sou programador e já pensei desenvolver softwares para vender, mas nunca coloquei em prática. Acho que estou vacilando.

    Abraços!

    1. Raphael Monteiro

      Olá Cowboy,

      Essas áreas de software, apps e internet são as que permitem os crescimentos mais exponenciais.

      Procure por um problema que ninguém tenha uma solução ou que as soluções atuais sejam ruins e tente atacá-lo.

      No meu caso, eu assino softwares anti-virus, manutenção de PC e gerenciador de senhas, mas existe muita coisa que pode ser feita.

      Abçs!

  3. Avatar

    Muito bom Raphael Parabéns!!!
    Tudo verdade…hoje minha empresa ainda depende muito de mim…estou procurando formas de deixar rodando sem minha presença 100% mas também sem aumentar os custos…e ir procurando outras áreas para investimento.

    1. Raphael Monteiro

      Olá Luigi,

      Para quem já empreende, é válido encontrar alternativas para não se tornar escravo da própria empresa.

      Abçs!

  4. Avatar

    É uma grande balela dizer que se fica rico trabalhando muito. Trabalhar muito e mesmo num projeto ou profissão de futuro é apenas o ponto de partida. Com o passar dos anos são os juros compostos dos seus investimentos certeiros e/ou a venda de um bom produto ou ideia que vai te deixar realmente rico (muitoo).

    1. Raphael Monteiro

      Olá Marcos,

      Não acho que seja balela quando falamos de trabalhar muito com o objetivo de gerar muito valor para as pessoas.

      Se você voltar na história, por exemplo, da Microsoft, vai ver o nível de dedicação e estudos do Bill Gates e do Paul Allen em termos de programação. Paul praticamente programou um sistema operacional durante um voo.

      O problema é o trabalho duro em algo que não tem valor. Aí sim não leva a nada.

      Abçs!

  5. Avatar

    Show! Lembro-me de recomendar tal livro em um dos comentários e você disse que estava na sua lista.
    Parabéns pelo pode de síntese e continue o ótimo trabalho.
    Abraço!

    1. Raphael Monteiro

      Olá h0p,

      Estava querendo lembrar quem tinha falado do livro nos comentários.

      Que bom que você se manifestou. Livro bom demais!

      Abçs!

Deixe uma resposta

Posts com maior repercussão

Fechar Menu