Crown Castle International

crown castle torre de celular

Um REIT pronto para voar na revolução 5G

Num mundo disruptivo como o atual, é preciso estar ligado naquilo que está se tornando obsoleto e no que pode vir a ser o novo padrão. Eu já escrevi um artigo sobre a infraestrutura do século 21 e muitos dos setores ali mencionados já estão se movimentando fortemente e chamado a atenção de investidores do mundo todo.

Uma das revoluções que mudou o mundo e a forma como nos comunicamos foi a da telefonia e internet móveis. Essa revolução se prepara agora para o próximo e mais ambicioso passo, o 5G.

E não existe 5G sem a infraestrutura que comunica o mundo móvel com os servidores da internet. É aí que entra a Crown Castle (NYSE:CCI).

O que é a Crown Castle?

Ela é o maior provedor de infraestrutura para comunicação compartilhada dos Estados Unidos. Seu portfolio de soluções inclui mais de 40 mil torres para antena de celular, 65 mil células de comunicação e 120 mil quilômetros de fibras óticas nos maiores mercados americanos.

Ou seja, quanto maior a necessidade de comunicação sem fio, mais valiosos serão os imóveis da Crown Castle. Com o 5G, essa necessidade crescerá exponencialmente, já que não apenas celulares serão conectados, mas também veículos e diversos outros aparelhos eletrônicos.

Em 2014, a companhia adotou o modelo de REIT, razão pela qual não é tributada a nível corporativo. Para isso ela precisa distribuir mais de 90% do lucro líquido.

Como dito antes, seus imóveis são bem especializados, focados na instalação de antenas de comunicação redes de fibra ótica.

São imóveis que se completam. As torres onde são instaladas as antenas fornece cobertura de rede para uma ampla área. As células são concentradas em áreas de maior densidade populacional, onde existe maior demanda por transmissão de dados. As fibras óticas conectam os pontos de recepção com o resto da internet.

Torre de celular
Como são as pequenas células de comunicação da Crown Castle

 

Outro ponto relevante é que por poder acomodar antenas de diversas operadoras no mesmo local o custo é reduzido. Dessa forma, não há incentivo para que uma empresa de telefonia móvel arque com toda a despesa de um imóvel para instalar apenas sua própria antena. Isso aumenta muito a taxa de renovação dos contratos, que gira em torno de 98 a 99%.

A empresa também procurou aquisições de empresas locais focadas particularmente em fibra ótica, permitindo que ela entrasse nos principais mercados americanos onde ainda não estava presente.

Deter o grau de investimento (seu rating atual é BBB pela Fitch e Baa3 pela Moody’s) ainda favorece o financiamento de aquisições a juros menores que os das empresas concorrentes.

A demanda por dados

Em 2009, os americanos transmitiram 16 petabytes (1.000 terabytes) de dados por mês. Em 2017, esse número se elevou para 1.200 petabytes. Em 2022, espera-se que esse volume ultrapasse 5.700 petabytes. São 350 vezes mais que em 2009 e 5 vezes mais que em 2016, um crescimento médio anual de 36% entre 2017 e 2022.

Ainda para 2022 estima-se que 80% do tráfego de dados será composto por vídeo online. Também existe a expectativa de que haja cerca de 13 aparelhos conectados via móvel por morador nos Estados Unidos.

Todo esse aumento de consumo no tráfego móvel não será possível sem a infraestrutura adequada. As redes atuais se congestionariam com tanta demanda. Portanto fortes investimentos em aumento de capacidade serão necessários, seja em torres quanto em células.

Resultados

A companhia divulgou os resultados do segundo trimestre de 2019 no dia 18 de julho e mais uma vez surpreendeu.

A receita de aluguel cresceu 6%, atingindo U$1,238 bilhão. O EBITDA ajustado cresceu 11% e chegou a U$857 milhões. O FFO (Funds from operations) ajustado atingiu U$619 milhões. FFO é o equivalente nos REITs ao lucro líquido das empresas. É o lucro efetivamente gerado pelas operações imobiliárias.

A empresa aumentou o guidance para 2019 e espera agora um crescimento no FFO ajustado de 8% para oano. Também busca atender bem seus investidores e projeta crescimento anual do dividendo por ação entre 7 e 8%.

Desde que se tornou um REIT, a empresa tem aumentado bem os dividendos. Em todo o ano de 2014, foi distribuído U$ 1,87. Já nos últimos 12 meses, a distribuição mais que dobrou, atingindo U$ 4,425. A distribuição é trimestral, sempre nos meses de março, junho, setembro e dezembro.

Por ser um REIT de crescimento, Crown Castle negocia a múltiplos maiores que a média do setor. O Preço/AFFO está em 21,8 frente a 16,5 da média dos REITs. O dividend yield atual de 3,33% está bem coberto pelo FFO Payout de 77%.

Conclusão

Crown Castle International está bem posicionado para atender a crescente demanda por transmissão de dados via móvel. Conforme a adoção do 5G for aumentando mais investimentos pelas empresas de comunicação serão necessários e as torres, células e fibras óticas do REIT estarão à disposição para serem alugados.

O mais interessante é que quanto mais antenas forem instaladas em seus imóveis atuais, mais a empresa ganha e a um custo extra muito baixo, o que permite uma ampliação das margens.

Nenhum investimento está imune a riscos. E neste caso, ele está na fusão entre as empresas de comunicação, como é o caso atual da Sprint e T-Mobile. Esse tipo de negócio pode reduzir o número de potenciais inquilinos.

De uma forma ou de outra, a comunicação móvel está pronta para dar um novo salto e quem estiver bem posicionado para esta revolução poderá colher bons frutos no futuro.


OBS: Artigo escrito para fins informativos e educacionais. Não entenda como uma recomendação de investimento. Analise e invista por sua conta e risco baseado em seus próprios estudos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Este post tem 14 comentários

  1. Avatar

    Olá, e como comprar?

    1. Raphael Monteiro

      Olá Rafael,

      Obrigado por comentar.

      Você precisa ter conta em corretora que opere nos Estados Unidos.

      Abçs!

  2. Avatar

    Bom dia Rafael eu tenho interesse em diversificar porém o mercado Americano não está prestes a cair? 121 meses de crescimento direto não é normal mesmo lá acredito que até a eleição o Trump segura porém depois creio que irá ter uma bela recessão inclusive pq os juros internacionais estão negativos. Ou seja não é melhor deixar dinheiro em dólar aguardando a queda ? Pq os Etf e reits não estão baratos. Grato. Creio que agora A Bolsa Americana é comprar na alta com gde risco.

    1. Raphael Monteiro

      Olá Luis,

      Está prestes a cair faz tempo rsrsrs

      Mesmo que caia, é possível operar vendido, comprar ouro, comprar puts, comprar volatilidade, comprar ações de outros países, etc.

      As possibilidades são grandes em qualquer situação de mercado.

      Abçs!

  3. Avatar

    Muito legal, Rafael.

    Uma dúvida: nesse momento estamos tendo muitas oscilações no mercado americano.
    Como preservar a saúde mental e emocional em momentos de oscilação e/ou momentos de crise (muita gente está espaculando uma possível recessão nos próximos anos). ?

    As vezes até uma empresa boa acaba tendo queda na cotação porque os earnings não superaram a expectativa de Wall Street.

    Como controlar o estado emocional nessas horas?

  4. Avatar

    Boa noite! Rafael só uma opinião,eu possuo ações da Crown Castle.(nyse:CCI)
    e minha indicação.As adquiri pela corretora difmarkets. https://duranyperera.com.uy/
    Ja opero a dois anos com eles.Indico são atenciosos e rápidos.
    E o melhor com o suporte em português.
    O único porém é que o deposito inicial é de Usd 10,000,00
    Obs: Não custa nada trocar uma ideia,com o pessoal da corretora.
    Eles são exclusivos do saxo Bank pra toda a América Latina.

  5. Avatar

    Já conhecia, mas ótimo post, como sempre.
    Senhora pancada hoje nos mercados.
    É isso ae…..devagar e sempre.

    1. Raphael Monteiro

      Olá YNVEST,

      Obrigado por comentar.

      Queda de 2 a 3% é para ser algo corriqueiro e não mercado em pânico. rsrsrs

      Abçs!

    1. Raphael Monteiro

      Olá Investidor Ze Ninguém,

      Onde você viu ele dar essa opinião.

      São REITs de crescimento e esse crescimento está embutido no preço.

      Abçs!

  6. Avatar

    Parabéns pelo envio e pelo conteúdo de conhecimento, simples e obejtivo de sempre.
    Vou estudar o ativo.
    Bons negócos,

Deixe uma resposta

Posts com maior repercussão

Fechar Menu