A volta de Trump

donald trump

Trump reaparece, ameaça as Big Techs e faz uma ação subir mais de 460%

Depois de ser banido das principais redes sociais, como Twitter e Facebook, e ficar afastado dos holofotes por quase um ano, Donald Trump surpreendeu o mundo ao reaparecer na última semana.

Trump sacudiu o mercado americano ao anunciar que seu mais novo negócio, a Trump Media & Technology Group (TMTG), se tornará uma empresa pública graças à fusão com uma SPAC (Special-Purpose Acquisition Company) chamada Digital World Acquisition Corp (NASDAQ:DWAC).

Embora leve algum tempo para a fusão ser concluída, as ações da DWAC dispararam no dia seguinte ao anúncio. Mesmo que haja dúvidas se essa nova empresa de Donald Trump será capaz de competir com as Bigs Techs por usuários e clientes, muita gente resolveu pagar para ver, já que Trump tem um grande histórico como empresário, influenciador e obviamente como ex-presidente dos Estados Unidos.

DWAC SPAC Trump

O que é uma SPAC?

Uma Sociedade de Aquisição de Propósito Específico (SPAC) é uma sociedade sem operações comerciais constituída exclusivamente para levantar capital por meio de uma oferta pública inicial (IPO) com o objetivo de adquirir ou se fundir com uma companhia já existente. São também conhecidas como “empresas de cheque em branco”, já que os investidores compram as ações sem saber onde o dinheiro será investido, confiando nos administradores da SPAC.

Em geral, os administradores e patrocinadores que lançam uma SPAC costumam ser executivos com vasta experiência em determinada área. Eles já costumam ter algum (ou alguns) alvos em mente, mas não identificam para não chamar atenção para o negócio.

Este modelo existe há décadas, mas sua popularidade disparou nos últimos dois anos, quando dezenas de SPACs foram lançadas. Empresas como Nikola (NASDAQ:NKLA) e Lucid Group (NASDAQ:LCID) chegaram na Bolsa dessa forma, evitando toda a burocracia da listagem tradicional. 

O que há por trás dessa história?

Como já sabemos, Donald Trump sofreu nas mãos das chamadas Big Techs, em especial do Twitter e do Facebook, tendo sido censurado inúmeras vezes e posteriormente banido. Nesta volta, ele irá procurar enfrentar essas e outras empresas de tecnologia em seus respectivos nichos.

Atua a favor de Trump o fato de as grandes redes sociais serem inimigas da liberdade de expressão. Nos últimos anos, elas têm atuado como censores ao suprimir as vozes dos perfis conservadores e da direita (não só americana), ao mesmo tempo em que traficantes e grupos extremistas são capazes de se expressar livremente.

Em vista disso, sob o guarda-chuva da TMTG haverá empresas focadas em cada espaço dominado por alguma das FAANGs, conforme pode ser visto abaixo:

TMTG

A THUTH Social será a rede social que competirá com Twitter e Facebook.

A TMTG+ será o serviço de streaming que competirá com a Netflix e Disney+.

A TMTG News atuará no jornalismo e competirá com a CNN e iHeart Media.

Uma futura TMTG Tech atuará como servidor de nuvem, hospedagem de sites e pagamentos online, competindo com Amazon AWS, Google Cloud, Azure e Stripe.

Além da posição de ex-presidente, podendo se candidatar novamente a um segundo mandato, Trump até o banimento, colecionava uma imensa legião de seguidores nas redes sociais:

  • 89 milhões no Twitter
  • 33 milhões no Facebook
  • 24,5 milhões no Instagram

O público de cada um desses nichos é enorme e Trump é uma pessoa que saber atrair a atenção delas. No momento, a Netflix (NASDAQ:NFLX) tem 209 milhões de assinantes, o Twitter possui 209 milhões de usuários monetizáveis, a Disney+ possui 116 milhões de assinantes e mensalmente 120 milhões de americanos escutam podcasts.

As atuais redes sociais com essa postura de censura afastam usuários e gera a revolta de muitos. Uma rede onde todas as vozes são benvindas será capaz de manter a discussão em aberto independente de ideologias e opiniões divergentes.

Conclusão

Assim que a fusão for concluída, aqueles que detêm ações da Digital World Acquisition Corp se tornarão proprietários da TMTG, e a DWAC também começará a negociar sob o símbolo TMTG.

Até o momento, não há muitas informações a respeito do layout das plataformas, conteúdo, preços, projeções ou mesmo como elas funcionarão realmente.  Toda essa alta e o grande volume de ações que trocaram de mãos nos últimos dias, é muito influenciada pelo nome de Trump, que atrai tanto seguidores, quanto detratores.

A TMTG promete ser um porto seguro para todas as pessoas e empresas de mídia que têm sido perseguidas e silenciadas pelas Big Techs. Dado que este número só vem crescendo e o fato de Trump não entrar em uma briga para perder, ela tem tudo para atrair a atenção de milhões de pessoas em todo mundo que prezam pela liberdade de expressão e querem se expressar nas redes.

Aviso: Declaro que não sou analista de valores mobiliários. As informações discutidas no artigo possuem propósito educacional e refletem única e exclusivamente meus estudos, pesquisas e opiniões. Não devem ser consideradas como recomendação de investimento.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Este post tem 12 comentários

  1. Graciano

    Boa notícia, particularmente, uma empresa de mídia social vindo de Donald Trump é meio caminho andado, acredito que vai ter muitos seguidores e usuários eu inclusive estou nesta.

  2. CLAUDIO

    Excelente notícia, tanto como valor empresarial como de liberdade de voz a todos. Sem falar que vinda pelas mãos de D Trump, do qual eu sempre fui, sou e sempre serei admirador, é receita de sucesso. Não tenho nem Twiter, Facebook ou Instagram, mas com certeza estarei na THUTH!

  3. Antonio

    Olá Rafael, sou estrangeiro e vivo na Ucrânia. Gosto sempre de receber este tipo de informação. Obrigado por partilhar.

  4. William

    Boa notícia mesmo, ninguém aguenta mais a censura das Big Techs. Eu creio que haverá uma migração em massa para essa e outras plataformas que se mantenham abertas para a Liberdade de Expressão. Estou dentro.

  5. Bras

    Allo Monteiro, eu sou de “bem estar e liberdade” viva o principio. Monteiro meu propsito e pedir asssessoria para encontrar um investidor de industria ceramica (tijolos, grelhas e telhas). temos um potencial solo para explorar e ajudar meu povo.

Deixe um comentário

Posts com maior repercussão