Ações da Crowdstrike: como comprar?

ações da crowdstrike

Descubra como investir numa das melhores empresas de segurança digital

Dando continuidade à série sobre ações exponenciais, hora de falar sobre sobre as ações da Crowdstrike (NASDAQ:CRWD). Nos artigos anteriores, eu abordei as ações da Roku e as ações da Fastly. Não se esqueça de ler depois!

Todas essas companhias estão em segmentos de forte crescimento e com tendência positiva para os próximos anos. Roku é voltada ao segmento de streaming e publicidade e a Fastly é voltada à distribuição de conteúdo de internet.

A Crowdstrike Holdings Inc. foi fundada em 2011 e abriu o capital em junho de 2019 com cada ação sendo oferecida a 34 dólares.

De maneira mais objetiva podemos resumir o objetivo da empresa em transformar o ambiente digital em um lugar seguro para se comunicar. 

Os negócios da Crowdstrike

Pare para pensar um minuto e irá perceber que cada vez mais diversos tipos de aparelho estão se conectando com diversos tipos de computadores e servidores espalhados pelo mundo. Quanto mais complexa se torna essa rede, onde o armazenamento, o processamento e a transmissão de dados são feitas em uma série de dispositivos diferentes, mais susceptível este sistema se torna a invasões, roubo de dados e instalação de programas maliciosos.

A Crowdstrike, portanto, é uma empresa de segurança digital em nuvem que procura vigiar todos os pontos e caminhos da comunicação digital. Ela oferece soluções para identificação de usuários, detectando atividades suspeitas e interferindo quando necessário.

Por possuir um sistema de inteligência artificial avançado que monitora os diversos pontos da rede, que inclusive vai se aprimorando com o tempo (aprendizado por máquinas), ela consegue se moldar às mudanças de comportamento dos usuários, ao mesmo tempo em que identifica atitudes suspeitas ou mesmo vírus que nunca foram mapeados antes.

A plataforma completa da empresa é chamada Falcon e pode ser vista na imagem abaixo:

ações da crowdstrike
Plataforma Falcon para segurança digital

 

 

Endpoint security: é uma forma de identificar todos os aparelhos conectados em uma rede, seja computadores, smartphones, notebooks, eletroeletrônicos inteligentes, etc. Caso um membro da rede não apresente certas credenciais de identificação, ele é bloqueado.  Também é composto por Firewall e Anti-Vírus de próxima geração.

Security and IT operations: é um sistema que detecta vulnerabilidades e ameaças. Ele funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana, analisando qualquer comportamento duvidoso dentro da rede.

Threat Intelligence: é o setor responsável por detectar, analisar e classificar as ameaças de forma a criar um banco de dados sobre este ecossistema, visando melhorias nas soluções oferecidas.

Competição e crescimento

O universo da Segurança da Informação é dominado pelas companhias de anti-vírus, como Symantec e Trend Micro, pela Microsoft e pela própria Crowdstrike. São as empresas que oferecem as soluções mais completas, havendo ainda outras companhias que atuam em áreas específicas deste segmento.

O trabalho remoto já está sendo adotado em grande escala e, no futuro, a internet das coisas aumentará ainda mais o número de aparelhos conectados. Esse ambiente requer maior proteção sobre as comunicações.

Da mesma forma que as lojas físicas e bancos possuem seguranças, as lojas virtuais, sistemas de pagamento online e tantos outros também precisam. É outro fator positivo para o crescimento deste mercado.

A Crowdstrike tem aumentado não só o número de clientes, como também o número de serviços requeridos por cada um deles. A taxa de retenção de clientes é muito boa e ela é capaz de oferecer novos serviços conforme a escala do cliente aumenta.

A parte financeira da companhia é bem saudável e ela consegue inclusive lucrar, mesmo com altas despesas em pesquisa e desenvolvimento.

Esta é a evolução do preço da ação (em azul), da receita (em vermelho ) e do lucro por ação (em verde) desde o IPO:

Conclusão

Muito da guerra política e econômica hoje é travada de forma virtual nas redes e os gastos com segurança da informação têm sido cada vez maiores.

As ações da Crowdstrike estão sendo e devem continuar sendo favorecidas pelo aumento no número de pontos de comunicação na internet e pela necessidade contínua das empresas procurarem proteção contra essas ameaças.

Aviso: Declaro que não sou analista de valores mobiliários. As informações discutidas no artigo possuem propósito educacional e refletem única e exclusivamente meus estudos, pesquisas e opiniões. Não devem ser consideradas como recomendação de investimento.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Este post tem 3 comentários

  1. Avatar
    YNVEST

    Boa, Raphael. Bem legal esse formato de série. Acompanho tb o Will Castro da Avenue. Já tive Cyberark (CYBR) mas vendi. É surreal a quantidade de empresa boa pra encarteirar nos EUA.

    1. Raphael Monteiro

      Olá Ynvest,

      Sim, se procurar, acha um monte.

      Só que são negócios difíceis para alguém 100% amador avaliar.

      Abçs!

  2. Avatar
    YNVEST

    Outra coisa que gosto muito é o texto curto mas objetivo. Pra mim conta muito pq leio uns 10 a 15 todos os dias, fora a parte de algum livro.

Deixe uma resposta

Posts com maior repercussão