ARK Invest – Grandes ideias 2021

ark invest

O que a tecnologia do futuro nos reserva?

Não é surpresa para ninguém que atualmente as inovações tecnológicas estão acontecendo em um ritmo nunca antes visto. São inovações que beneficiam bilhões de pessoas e geram outros bilhões de dólares para quem realmente consegue fazer o mundo avançar.

Infelizmente, o investidor brasileiro tem estado à parte de toda essa gama de investimentos. Ficamos de fora dos “booms” da indústria automotiva, farmacêutica, do computador pessoal, do software, da internet, dos smartphones, etc.

Hoje, com a maior acessibilidade aos mercados internacionais, muita gente já consegue investir em empresas que estão criando novos serviços e produtos para esta e para as próximas gerações. O mundo de 2030 será bem diferente do de 2021 (eu espero que até lá pelo menos a pandemia tenha acabado) e encontrar hoje as ações que serão a Apple e a Amazon da próxima década pode ser a diferença entre um futuro comum e um futuro brilhante.

A abordagem da ARK Invest

Conforme explicado no artigo sobre a Cathie Wood, a ARK Invest é uma gestora de recursos americana voltada para ações de disrupção. Todos os anos, ela lança um material com as grandes ideias em termos de avanços tecnológicos e disrupção. São tecnologias que devem apresentar a maior velocidade de adoção e crescimento nos anos seguintes.

“A ARK visa identificar oportunidades de investimento em grande escala ao focar em quem acreditamos ser os líderes, facilitadores e beneficiários da inovação disruptiva. Enquanto acreditamos que a inovação é a chave para o crescimento, as oportunidades que ela cria podem
ser esquecidas ou mal compreendidas pelos gestores tradicionais de investimentos, que estão mais focados em setores, índices, ganhos de curto prazo e movimentos de preço.

A ARK busca obter uma compreensão mais profunda da convergência, do potencial de mercado e do impacto de longo prazo da inovação disruptiva pesquisando um universo global que abrange setores, indústrias e mercados. Hoje, estamos testemunhando uma aceleração em novos avanços tecnológicos.”

Para mostrar os impactos desses avanços e das oportunidades que eles criam, a ARK Invest começou a publicar em 2017 o material “Grandes Ideias”, que chega agora a edição de 2021.

As grandes ideias de 2021

Estas são as 15 grandes ideias em que a ARK Invest deposita suas fichas para os próximos anos.

Aprendizado Profundo

Até recentemente, os seres humanos programavam todos os softwares. A aprendizagem profunda é uma forma de inteligência artificial (IA) que usa dados para escrever software. Ao automatizar a criação de software, o aprendizado profundo poderia turbinar todas as indústrias.

Como destaque temos a comunicação entre computadores e aparelhos eletrônicos, carros autônomos e aplicativos para o consumidor.

O aprendizado profundo deverá adicionar 30 trilhões de dólares à capitalização de mercado das ações globais nos próximos 15 a 20 anos.

A Reinvenção dos Bancos de Dados (Data Centers)

Processadores mais baratos, rápidos e com maior eficiência energética estão começando a
deslocar a Intel, que tradicionalmente conquistou mais de 90% de toda a receita do mercado de processadores.

Para a computação em nuvem, ARM, RISC-V e GPUs devem emergir como as novas potências de
processadores. Juntos, eles podem escalar a uma taxa anual de 45% para 19 bilhões de dólares em receitas até 2030.

Em Banco de Dados, as GPUs irão tornar-se os processadores dominantes para novas cargas de trabalho, crescendo a taxa anual de 21% até atingir 41 bilhões de dólares em 2030.

Mundos virtuais

Um mundo virtual é definido como um ambiente simulado por computador que pode ser acessado por qualquer pessoa a qualquer momento. A sociedade interage diariamente com mundos virtuais que hoje estão em sua infância.

São videogames, realidade aumentada e realidade virtual.

A receita dos mundos virtuais crescerá 17% ao ano, de cerca de 180 bilhões de dólares hoje para
390 bilhões em 2025.

Hoje, os mundos virtuais são independentes uns dos outros, mas no futuro, eles poderiam se tornar interoperáveis, culminando no que os futuristas chama de ‘Metaverso’.

Carteiras digitais

Venmo, Cash App e startups irão provavelmente desbancar o sistema bancário tradicional ao ativar os próprios smartphones dos usuários como agências bancárias portáteis.

Hoje, as carteiras digitais estão começando a penetrar na tradicional pilha de serviços financeiros, incluindo corretagem e empréstimos. As carteiras digitais também podem servir como plataformas de geração de leads para atividades além de produtos financeiros.

De acordo com a pesquisa da ARK, carteiras digitais estão avaliadas entre 250 e 1.900 dólares por usuário hoje, mas podem chegar a 20.000 por usuário, representando uma oportunidade de 4,6 trilhões nos EUA em 2025.

Fundamentos do Bitcoin

Com o preço do bitcoin atingindo recordes históricos, a ARK acredita que os fundamentos da rede permanecem saudáveis.

Com base nos volumes de pesquisa em comparação com 2017, aumento do preço do bitcoin parece ser menos impulsionado pela hype. Com o bitcoin parecendo ganhar mais confiança, algumas empresas estão considerando isso como dinheiro em seus balanços.

Se todas as empresas do S&P 500 alocassem 1% de seu caixa em bitcoin, a ARK estima que seu preço aumentaria em aproximadamente 40.000 dólares.

Bitcoin: Preparando para as instituições

A ARK Invest acredita que o bitcoin oferece uma das relações risco-retorno mais atraentes
entre os ativos.

O valor de mercado do Bitcoin pode variar de cerca de 500 bilhões de dólares para entre 1 a 5 trilhões durante os próximos cinco a dez anos.

Em nossa opinião, os alocadores de capital devem considerar o custo de oportunidade de ignorar o bitcoin como uma nova classe de ativos.

Veículos elétricos (EV)

Os veículos elétricos estão se aproximando da paridade de preço com os carros movidos a gasolina. Os líderes no mercado de EV estão desenvolvendo baterias inovadoras para permitir veículos de longo alcance a custos mais baixos.

Com base na Lei de Wright, as vendas de EV devem aumentar cerca de 20 vezes, de 2,2 milhões em 2020 para 40 milhões de unidades em 2025.

O maior risco para as novas empresas seria as montadoras tradicionais fazerem a transição com sucesso para os veículos elétricos e autônomos.

Automação

Há muitos temores de que a automação vá destruir empregos, mas ela irá capacitar os humanos, aumentando tanto a produtividade, como os salários.

A automação tem o potencial de transferir mão de obra não paga para mão de obra paga. Por exemplo, à medida que os serviços de alimentação se automatizam, eles transformarão a preparação dos alimentos, a limpeza e as compras de supermercado em atividades de mercado, incluindo
entrega de alimentos.

A automação adicionará 5% ou 1,2 trilhão de dólares ao PIB dos EUA durante os próximos cinco anos.

Veículos autônomos

A automação veicular deverá reduzir o custo da mobilidade a um décimo do custo médio de um táxi hoje, estimulando a adoção em massa.

As plataformas de automação veicular irão gerar mais de 1 trilhão de dólares em lucros por ano até 2030. Além disso, as montadoras e proprietários de frotas poderão ter lucros de 250 bilhões e 70 bilhões de dólares, respectivamente.

ARK Invest Big Ideas

Drones de entrega

Custos de bateria mais baixos e tecnologia autônoma deverão alimentar e controlar os drones.

Em um futuro não muito distante, os drones vão entregar nossos pacotes, comida e até pessoas mais rápida e convenientemente do que nunca. Os drones deverão transformar o comportamento de compras, reduzir o tempo de viagens e salvar vidas.

As plataformas de entrega por meio de drones irão gerar aproximadamente 275 bilhões de dólares em receitas de entrega, 50 bilhões em vendas de hardware e 12 bilhões em receitas de mapeamento até 2030.

Aeroespacial

Quedas de custo para a fabricação de foguetes e satélites estão mudando o que antes parecia uma indústria monopolística e burocrática.

Graças aos avanços na aprendizagem profunda, conectividade móvel, sensores, impressão 3D e robótica, os custos que subiram de forma alarmante por décadas estão começando a cair. Como resultado, o número de lançamentos de satélites e pousos de foguetes está aumentando.

A oportunidade aeroespacial, incluindo conectividade por satélite e vôo hipersônico, irá exceder 370 bilhões de dólares anualmente.

Impressão 3D

A impressão 3D é uma forma de manufatura aditiva que constrói objetos camada por camada, ao contrário do processo subtrativo tradicional que remove material de blocos maiores.

A impressão 3D reduz o tempo entre o design e a produção, transfere poder para designers e reduz a complexidade da cadeia de suprimentos, a uma fração do custo de fabricação tradicional.

Com crescimento estimado de 60% ao ano, a impressão 3D vai revolucionar a manufatura e dos 12 bilhões de dólares gerados por ano atualmente deve atingir 120 bilhões em 2025.

Sequenciamento de genoma

O sequenciamento de DNA de próxima geração (NGS) é a força motriz por trás da revolução genômica. Embora historicamente dominado pelo sequenciamento de leitura-curta, em breve o sequenciamento de leitura-longa ganhará maior participação.

A tecnologia de leitura-longa oferece precisão superior, detecção de variações mais compreensiva
e um conjunto mais rico de recursos do que as plataformas de leitura-curta. Ao final de 2025, a alta precisão de leituras longa e curta devem se aproximar em termos de custos.

As receitas de leitura-longa crescerão 82% ao ano, de 250 milhões de dólares em 2020 para cerca de 5 bilhões em 2025.

Triagem multi-câncer

A convergência de tecnologias inovadoras reduziu o custo da triagem multicâncer em 20 vezes, de 30.000 dólares em 2015 para 1.500 hoje e ele deve cair mais 80% para 250 dólares em 2025.

Como resultado, o mercado de rastreamento de múltiplos cânceres deve crescer para 150 bilhões de dólares nos EUA. Um protocolo de rastreamento de múltiplos cânceres poderia evitar 66.000 mortes por câncer por ano nos EUA, economizando 1,4 milhões anos de vida humana.

Terapia celular e genômica: segunda geração

A segunda geração de terapias celulares e genéticas deve mudar de:

  • tumores líquidos a sólidos
  • autóloga para terapia celular alogênica
  • edição de genes ex vivo para in vivo

Novas inovações em terapias celular e genética podem aumentar o total de mercado endereçável para a terapêutica oncológica em mais de 20 vezes.

Conclusão

As tecnologias disruptivas estão mudando o mundo. Por outro lado, muitas delas correm o risco de não serem colocadas em prática da forma como se prevê ou então podem demorar muito para se tornarem realidade, o que de fato pode comprometer o resultado dos investimento nesses mercados.

A ARK Invest e a sua estratégia de encontrar ações disruptivas têm acertado nos pontos de crescimento das tecnologias mais inovadoras do mundo, o que reforça a confiança em suas atuais teses.

Quem investe apenas no Brasil fica marginalizado no que se refere às grandes inovações e saltos tecnológicos. É preciso ter consciência disso e começar desde já a investir no exterior caso você não queira perder essas oportunidades.

Aviso: Declaro que não sou analista de valores mobiliários. As informações discutidas no artigo possuem propósito educacional e refletem única e exclusivamente meus estudos, pesquisas e opiniões. Não devem ser consideradas como recomendação de investimento.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Este post tem 18 comentários

  1. Avatar
    Manuel

    Excelente artigo Raphael, parabéns.
    Neste mundo cada vez mais global, onde portas de entrada não deveriam existir por coexistir um único núcleo de todo este tempo e onde fossemos todos diferentes e pertença do mesmo… não desejando desconsiderar sequer a parte ínfima que seja deste pedaço de mundo, não podemos nem devemos ignorar a força, dinâmica e audaz vontade de comandar as inovações que o mundo vai conhecendo. USA será eternamente um dos mais promissores propulsores dos caminhos do planeta…gostaríamos que fosse sempre para o bem, mas porventura assim sempre não será, mas como em tudo na vida, há que pagar o preço e, que ele seja justo…
    Fantástico escrito, para se ler, reler e reter.
    Formidável Raphael.

  2. Avatar
    Albert

    Olá Rafael, grandes insights, obrigado!
    O racional ficou claro: as oportunidades do seculo XXI estão na tecnologia e inovação.
    Como sugestão, poderia deixar opções de estudo para caminhos de como se expor a essas oportunidades, basicamente, quais ativos, empresas, etc…
    Valeu!!

  3. Avatar
    marcelo

    Belo artigo… abs

  4. Avatar
    Graciano

    Bom dia Raphael, sempre com os seus artigos inovadores, muito obrigado.

  5. Avatar
    Autorizo

    Muito bom artigo que complementa o que você já vem mostrando em artigos anteriores. Talvez fosse o caso de se identificar quais seriam os principais óbices ao crescimento das idéias disruptivas. Esses, a meu ver, seriam os riscos que os investidores terão de correr em suas teses no futuro que já está aí na nossa cara.

    1. Raphael Monteiro

      Olá Autorizo,

      Sim, há muitos riscos, sejam eles regulatórios, como das próprias atividades. Viagem espacial e veículos autônomos podem colocar vidas em perigo, não é mesmo?

      Abçs!

  6. Avatar
    Willy

    Parabéns pela análise, Investidor Internacional. Acompanhando seu blog e diversificando meu patrimônio em terras ianques, aproveitei as recentes quedas do ARKK e já adquiri algumas cotas do ETF. Obrigado pelo estudo e por compartilhar conosco.

  7. Avatar
    Renato Cesar Tres

    Boa Noite Raphael!

    Obrigado por compartilhar a sua experiência e o conteúdo que é de grande valia.

    Abraço!!!!

  8. Avatar
    Holder Global

    Muito bom , informações de vanguarda, ótimo…..obrigado por compartilhar………

  9. Avatar
    Domenico

    Olá
    Qual seria a diferença entre os tickers: ARKK, ARKG, ARKW, ARKF e ARKQ?
    Isso não ficou claro para mim.
    São grupos diferentes da ARK Invest?
    Obrigado

    1. Raphael Monteiro

      Olá Domenico,

      Sim, cada sigla representa um ETF que investe em segmentos diferentes. O ARKK é o mais amplo, que engloba tudo. O ARKG é genoma. O ARKW é internet, o ARKF é fintech e o ARKQ é de tecnologia autônoma e robótica.

      Abçs!

Deixe uma resposta

Posts com maior repercussão