Atualização da Carteira Internacional – Junho de 2015

Investir em Dólar

Nova atualização de nossa carteira de investimentos no exterior

Encerra-se o primeiro semestre de 2015 e é hora de fazer a atualização da nossa carteira de investimentos no exterior. O mês de junho foi bastante negativo para a carteira de forma geral, havendo ainda uma leve valorização do Real frente às moedas da carteira.

Houve uma queda difusa da carteira de ações, bem como da carteira de renda fixa. Entretanto, as maiores variações negativas, em moeda local, ficaram com a carteira de REITs, particularmente British Land (-8,0%), WP Carey (-7,4%), Extra Space Storage (-6,8%), Omega Healthcare Investors (-4,7%), Suntec (-4,4%) e Unibail-Rodamco (-3,0%). Já PSP Swiss Property teve uma leve alta (+2,1%) e os REITs canadenses permaneceram estáveis.

Como já falado, os REITs são ativos que podem sofrer com a possível subida dos juros nos EUA e Europa. Por outro lado, eles continuam gerando fluxo de caixa e distribuindo dividendos. Em breve, entraremos em mais detalhes sobre cada ativo que compõe nossa carteira de REITs.

Horseferry House
Horseferry House, propriedade de Derwent London e sede mundial da Burberry.

Houve ainda desvalorização dos ETFs de metais preciosos, com quedas de 1,9 e 7,2 %, em relação ao ouro e prata respectivamente.

Em relação ao mês de junho, a carteira de investimentos apresentou queda de 3,9% em Reais. Já nos primeiros seis meses do ano, a valorização está positiva em 15,7% quando computado na moeda brasileira.

Comparativamente, os indicadores de investimento no Brasil tiveram as seguintes variações:

  • Ouro: + 17,2%
  • Dólar: +17%
  • Tesouro IPCA+ 2050: +10,8%
  • Tesouro IPCA+ 2035: +10,6%
  • IFIX: +9,3%
  • Tesouro IPCA+ 2019: +7,4%
  • Ibovespa: +6,1%
  • CDI: +5,9%
  • Poupança: +3,7%

Mesmo para quem não tem investimentos no exterior, consegue identificar nas variações do Dólar e do Ouro, que esses ativos são importantes como forma de diversificação. São os investimentos que valorizam em épocas de crise no Brasil, ajudando a proteger a carteira de maiores quedas.

Investimentos no exterior

Os destaques positivos da carteira internacional no primeiro semestre foram:

  • Vanguard FTSE Developed Europe: +10,8% em Euro.
  • iShares MSCI Asia APEX 50: +10,2% em Dólar de Hong Kong.
  • Sunlight REIT: +12,3% em Dólar de Hong Kong.
  • Derwent London: +12,7% em Libra.

E os negativos:

  • Berkshire Hathaway: -9,3% em Dólar dos EUA.
  • Suntec: -12,2% em Dólar de Cingapura.
  • WP Carey: -15,9% em Dólar dos EUA.

Os dividendos recebidos este mês foram:

VEUR: € 0,52025 por ação – Total: € 147,23 (-30%) = € 103,06

3145: HKD 0,05 por ação – Total: HKD 200,00

BOND: U$ 0,30 por ação – Total: U$ 21,00 (-30%) = U$ 14,70

3141: HKD 0,11 por ação – Total: HKD 440,00

SLXX: £ 1,1029 por ação – Total £ 28,67 (-10%) = £ 25,80

IEMB: U$ 0,3928 por ação – Total U$ 13,35

O: U$ 0,1895 por ação – Total: U$ 7,20 (-30%) = U$ 5,04

DLR: U$ 0,85 por ação – Total U$ 22,95 (-30%) = U$ 16,06

EXR: U$ 0,59 por ação – Total U$ 17,11 (-30%) = U$ 11,97

HR_UN CAD 0,1125 por ação – Total CAD 11,02 (-25%) = CAD 8,26

CWT_UN CAD 0,1334 por ação – Total CAD 10,40 (-25%) = CAD 7,80

DLN: 28 pence (cents) por ação – Total: £ 11,2 (-10%) = £ 10,08

Abaixo um visão geral da carteira:

carteira internacional 2015
Clique para ampliar

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Este post tem 2 comentários

  1. Avatar

    Investidor internacional,

    Para o mês de junho, não tivemos nenhum dividendo de nenhum dos REITs? Pergunto porque você sempre publica os dividendos e para este mês de junho você não descreveu nenhum ganho de dividendo.

    Abraço,
    Marcos

    1. Investidor Internacional

      Olá Marcos,

      Você tem razão. Foi contabilizado, mas não discriminado no corpo do post.

      Já atualizei.

      Obrigado pela lembrança;

      Abçs!

Deixe uma resposta

Posts com maior repercussão

Fechar Menu