Carteira real de investimentos – Abril de 2021

Carteira de investimentos

O mês de março foi bastante volátil

No vídeo de hoje eu mostro mais uma atualização mensal da carteira real de investimentos que eu montei em setembro de 2020 nos Estados Unidos na corretora Avenue.

Ao contrário das carteiras anteriores do site, elaboradas em 2015 e 2016, esta adota um modelo matemático (quantitativo).

A estratégia usa exclusivamente ETFs e as regras para a escolha são baseadas em momentum. Momentum nada mais é que escolher os ETFs que estão se valorizando mais em determinadas janelas de tempo.

Essa carteira de investimentos é bem fácil de montar e de administrar e o desempenho até agora tem sido muito bom.

Veja então como a carteira se comportou em março e quais os ETFs escolhidos para o mês de abril.

Não esqueça de se inscrever no canal e ativar as notificações.

Um forte abraço!

Aviso: Declaro que não sou analista de valores mobiliários. As informações discutidas no artigo possuem propósito educacional e refletem única e exclusivamente meus estudos, pesquisas e opiniões. Não devem ser consideradas como recomendação de investimento.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Este post tem 10 comentários

  1. Avatar
    Potengy

    Prezado Rafael, bom dia.
    Verificando o desempenho da carteira desde o início, pode-se verificar que a variação foi de aproximadamente 2,4% em 7 meses (já descontados os impostos de 30%). A meu ver, é um rendimento adequado aos propósitos da carteira, mas serão melhor identificados (uma percepção positiva) para investimentos acima de 2 mil dólares. Você concorda?

    1. Raphael Monteiro

      Olá,

      Não tem imposto nenhum, dado que o volume total está abaixo dos 35 mil reais.

      Abçs!

      1. Avatar
        Potengy

        O ganho foi de 2,4% ou não?

  2. Avatar
    Raphael Ribeiro

    Raphael, estou acompanhando a carteira e seu site a alguns meses e queria te parabenizar pelo conteúdo e qualidade do material! É excelente! Uma dúvida sobre a carteira, você comenta que o critério de seleção entre os 9 ETF’s é retorno relativo de 3 a 6 meses e volatilidade, mas onde você confere essas informações? Usa algum screener? E por fim uma sugestão de assunto, se puder abordar sobre alocação de investimentos de maneira geral te agradeço muito, por exemplo, como dividir os investimentos entre ações brasileiras, stocks, REITS x FIIS, proteção (ouro), moedas digitais, dinheiro em caixa e renda fixa/bonds. Obrigado, abraços!

    1. Raphael Monteiro

      Olá Raphael,

      Este é um modelo pronto que usa ferramentas ou planilhas para esses cálculos.

      Alocação de ativos é algo que pretendo falar mais.

      Obrigado.

  3. Avatar
    Manoel

    Boa tarde Raphael, tenho uma carteira de dez ETF, mas é na base do achismo mesmo, acompanho, não está evoluindo, troco.

    1. Raphael Monteiro

      Olá Manoel,

      Achismo não é uma boa estratégia.

      Use algo que tenha sido testado e aprovador.

      Abçs!

  4. Avatar
    Clovis Souza

    Olá Raphael.
    Existe algum vídeo ou texto que você comente de forma ampla e/ou completa sobre os custos agregados para investir no exterior (nos EUA, por exemplo)?
    Em um vídeo que assisti ontem, foi aconselhado evitar investimento no exterior, por todas as questões que envolvem esse tipo de investimento, como dificuldade de linguagem (entendimento da documentação, ferramentas, etc.), taxas sobre recebíveis, momento de altas históricas (o que nos faz pagar no topo), foram os pontos principais abordados.
    Preciso ter esses entendimentos o mais claro e consciente possível.
    Obrigado pela atenção.

    1. Raphael Monteiro

      Olá Clóvis,

      Nenhum desses é motivo para deixar de investir. Há home-broker em português e taxa de corretagem zero inclusive.

      Abçs!

Deixe uma resposta

Posts com maior repercussão