Maconha medicinal no mercado de ações

Cannabis

Veja algumas ações em que você pode investir no mercado de Cannabis

O mercado de maconha medicinal legalizada é um dos mais novos, está em franco crescimento e possui enorme potencial pela frente. Muitos países e estados têm tornado legal o uso medicamentoso e mesmo recreacional dos derivados canabinóides. Em artigo anterior abordei como está se desenvolvendo o mercado legalizado de maconha.

Sei que é um assunto polêmico e muita gente torce o nariz para isso, assim como eu já torci. Entretanto, algumas novidades com o tempo acabam sendo integradas no cotidiano que se tornam algo natural. Foi assim com as compras online e mais recentemente com o bitcoin. Talvez daqui 20 anos, medicamentos com derivados de Cannabis sejam tão comuns quanto dipirona, que quem olhar para trás não irá entender o porquê de tanta discussão.

Hoje, irei abordar algumas empresas que já atuam nesse mercado e como investir nelas, caso você deseje. Não se trata de forma alguma de recomendação, mas sim de levar ao seu conhecimento como elas atuam no mercado de maconha legalizada.

Canopy Growth Corporation (TSX:WEED)

A Canopy é uma empresa canadense e foi a primeira produtora de Cannabis da América do Norte a ser listada em Bolsa de Valores. Como eu falei anteriormente, o mercado canadense de maconha medicinal é o mais desenvolvido do mundo, então as maiores empresas acabam sendo de lá. Entretanto, é possível comprar a ação dela também no mercado americano OTC, que é o mercado de negociação fora das Bolsas. O código da ação neste mercado é TWMJF.

O foco da companhia está na produção de Cannabis indoor e em estufas. Possui 3 marcas, cada uma com seu objetivo. Tweed é a marca mais conhecida no mundo e é constituída por diversas fazendas produtoras, além de atuar como educadora sobre o produto. Spectrum Cannabis é a marca internacional no ramo médico. Bedrocan é a marca que trabalha com o desenvolvimento de linhagens de plantas selecionadas. Foi pioneira no uso medicinal na Holanda e desenvolveu técnicas avançadas de produção e padronização das plantas.

A empresa possui alta capacidade de produção e possui estoque suficiente para se aproveitar da provável legalização da maconha para uso recreativo em julho de 2018 no Canadá.

Os resultados da companhia ainda estão no vermelho, com prejuízo em todos os anos e o fluxo de caixa também é negativo. Por outro lado, a receita mais do que dobrou comparando o terceiro trimestre terminado em setembro de 2017 com o mesmo período de 2016.

No momento, a empresa bate recorde de dinheiro em caixa, com mais de C$ 108 milhões, preparando-se para novos investimentos.

Foi o primeiro unicórnio do setor de Cannabis e hoje a empresa vale em torno de C$ 3,4 bilhões. A alta da ação em 2017 chega perto de 120%.

Veja a apresentação da empresa abaixo, incluindo sua representação no Brasil:

Aphria (TSX: APH)

A Aphria é uma empresa canadense produtora de diversas variedades de Cannabis com valor medicinal. São elas a Indica, a Sativa e a Híbrida. A produção atual é 100% em estufas, com alto padrão industrial. Consta com uma extensa área produtora e existem diversas expansões programadas para 2018 e 2019.

O produto principal da empresa são os óleos derivados da Cannabis, cada um com diferentes teores de Tetrahidrocanabinol (THC) e o Canabidiol (CBD).

O foco da empresa no momento tem sido reduzir os custos de produção, que já estão entre os menores do mercado.

A empresa já é lucrativa e possui fluxo de caixa positivo. O caixa no último balanço divulgado computava C$ 118 milhões.

A ação da Aphria já sobe cerca de 200% em 2017 e a companhia vale hoje em torno de C$ 1,74 bilhão. Também é negociada no mercado americano OTC, com o código APHQF.

O programa de qualidade da empresa você vê abaixo:

MedReleaf (TSX:LEAF)

É mais uma empresa canadense do setor de Cannabis. É o único produtor de maconha medicinal canadense com certificado ISO 9001 e ICH-GMP (Boas Práticas de Manufatura) . O foco de sua pesquisa é descobrir os benefícios terapêuticos dos derivados da Cannabis e desenvolver soluções que atendam os pacientes.

Atualmente a empresa possui 18% do mercado de Cannabis medicinal no Canadá. Suas linhas de produtos estão divididas em Cannabis desidratada, óleos, cápsulas e creme tópico. Também possui uma linha genética proprietária, um banco de sementes e um programa de mudas.

O IPO (Oferta inicial de ações) da MedReleaf foi em junho de 2017. Naquele dia, a ação chegou a cair 22%. Entretanto, desde então já apresenta uma alta de 117% e o valor de mercado da companhia já atinge C$ 1,48 bilhão.

Outra companhias do setor de Cannabis

Existem muitas outras companhias que atuam neste setor. Algumas são totalmente focadas nele, enquanto outras estão investindo em derivados canabinóides como parte de uma linha maior de produtos.

Entre as focadas exclusivamente no mercado de Cannabis estão a GW Pharmaceuticals (NASDAQ:GWPH), a Medical Marijuana (OTC:MJNA), a Corbus Pharmaceuticals (NASDAQ:CRBP) e a Aurora Cannabis (TSX:ACB). A GW Pharmaceuticals é a fabricante do Sativex®, primeiro derivado de maconha aprovado pela ANVISA. É usado no tratamento de Esclerose Múltipla e vendido no Brasil com o nome Mevatyl®. Para uma lista completa de ações do setor clique aqui.

Já entre as farmacêuticas e empresas de biotecnologia que têm a Cannabis em seu portfolio, podemos destacar a americana Abbvie (NYSE:ABBV). A empresa já possui um produto desde os anos 80 chamado Marinol®. É um fármaco quimicamente idêntico ao THC e possui a função de recuperar o apetite em pacientes com AIDS. Além disso, ela faz pesquisas e possui patentes relacionadas ao uso medicinal de canabinóides.

Um ETF para surfar a onda

Caso você não tenha interesse, conhecimento, tempo ou disposição para tentar descobrir qual a empresa de Cannabis mais promissora, existe a opção do ETF.

A Horizons criou em abril de 2017 o Marijuana Life Sciences Index ETF. É um ETF negociado na Bolsa de Toronto com o código HMMJ.

O ETF segue o índice de mesmo nome e investe em empresas do setor de maconha medicinal.  A taxa de administração é de 0,75% e o portfolio é rebalanceado a cada trimestre.

Atualmente investe em 27 ações do setor, sendo as maiores posições: Aphria (13%), Aurora Cannabis (12%), Canopy Growth (11%), MedReleaf (7%), GW Pharmaceuticals (6%), Scotts Miracle-Gro (6%) e Cronos Group (5%).

A divisão em termos de país é Canadá 65%, Estados Unidos 27% e Reino Unido 8%.

Na imagem abaixo temos a evolução de 10 mil dólares canadenses aplicados na data de lançamento:

Investimento em maconha

Conclusão

Duas questões fundamentais que você precisa entender antes de investir neste setor é que primeiro são empresas novas e com alta necessidade de investimentos. A maioria ainda está no vermelho e precisam de capital para se desenvolverem. É preciso avaliá-las como empresas de crescimento e não como empresas maduras. Entretanto, como você viu, já existe pelo menos uma com fluxo de caixa positivo.

A segunda questão é que o mercado é altamente regulado e está se abrindo aos poucos. É provável um boom no meio de 2018 pela provável legalização do uso recreacional no Canadá. E à medida que isso ocorra em outros países, a procura e o consumo deverão aumentar. Muito do valor dessas empresas está na concretização de sucessivas legalizações tanto para uso medicinal, quanto recreacional em países ao redor do globo.

Enfim, é um mercado ainda inicial, onde algumas empresas já despontam em termos de produção e desenvolvimento de tecnologia. Uma ou outra inclusive podem se tornar alvo de aquisições por empresas maiores caso o mercado realmente deslanche.

É o tipo de investimento que tem maiores riscos quando comparado com as ações das maiores empresas, mas com potencial para trazer altos retornos no futuro.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Este post tem 21 comentários

  1. Avatar

    Ótimo artigo! Sem moralismos, objetivo e sem rodeios. Para os loucos de plantao, que criticam quem investe nas sin stocks, vão catar coquinho!

  2. Avatar

    Bom dia, Gostaria muito de começar a investir, sempre tive vontade e sempre leio artigos sobre bolsa, só que nunca intendi verdadeiramente como se faz, este ARTIGO foi excelente, acredito mesmo que 2018, todos já estarão com essa ideia na cabeça, eu conseguiria investir em uma dessas empresas ditas ai em cima? grato

      1. Avatar

        Como faz para abrir uma conta no exterior morando no Brasil?

    1. Avatar

      Fvr veja comentário James Sena

  3. Avatar

    Mais um show de artigo.
    Parabens I.I.

  4. Avatar

    Muito bom. Estou pensando em antecipar meus estudos para abrir uma conta no exterior. Inicialmente imaginei deixar pra 2019, mas seu site tem me estimulado muito. Abraços

  5. Avatar

    em qual corretora posso comprar essas acções e a ETF do canadá? drivewealth?

    1. Investidor Internacional

      Olá Bruno,

      A DriveWealth permite investir apenas nos EUA.

      Então só conseguirá investir em empresas canadenses que tenha dupla listagem.

      Mas existem outras corretoras que permitem acesso a diversas bolsas internacionais.

      Abçs!

  6. Avatar

    Olá Bom dia como faço pra abrir uma conta fora do Brasil ?
    Vc acha melhor abrir uma conta no Canadá no caso pra investir na Aphiria um exemplo ?
    Tenho algumas dúvidas.

  7. Avatar

    Tenho acompanhado desde outras publicações e vejo que você está bem avançado no assunto sobre Cannabis.
    Meu nome é Rennee, sou Gerente de Comercio Exterior da *** aqui nos Estados Unidos e vejo como as pessoas no Brasil tem mais preconceito do que conhecimento, e o pior, não quer aprofundar e abrir a mente. Isso é lamentável, pois além do mercado de business, tem a eficácia no tratamento de várias doenças.
    Caso alguém queira mais informações sobre investimento nesse ramo aqui na América, pode entrar em contato comigo

    Despachamos para todo o território dos Estados Unidos produtos a base de Cannabis.

    Rennee Prestes

  8. Avatar

    Olá, interessante o seu artigo. Eu estou querendo investir em ações desse negócio fora do Brasil, mas estou sem saber como fazer para investir. Existe algum homebroker que eu possa utilizar para fazer essas transações nos EUA ou Canadá? Se sim, terei que abrir uma conta ou posso transferir via PayPal? Obrigado.

  9. Avatar

    Olá, para investir em ações de canabis, preciso abrir uma conta no exterior? Como faço isso?
    Obrigada.

  10. Avatar

    oi. tem como investir em alguma delas via cod 34? pra investir lá é necessário ter passaporte né? a drivewealth pede.

    1. Raphael Monteiro

      Olá Marcelo,

      Em geral o documento pedido é passaporte. Não sei se alguma corretora aceita RG.

      Abçs!

Deixe uma resposta

Posts com maior repercussão

Fechar Menu