Os 5 melhores ETFs de 2020

melhores ETFs de 2020

Com esses ETFs, o investidor atravessou 2020 sem saber o que é pandemia

Mesmo para quem, como eu, atravessou a crise de 2008, o ano de 2020 vai entrar para a história como um ano conturbado e cheio de reviravoltas. Do céu de brigadeiro visto em janeiro e fevereiro até o crash que começou a se desenhar na quarta-feira de cinzas e culminou no final de março, sendo o mais rápido e fulminante bear-market da história. Seguiu-se a bateção de cabeça de políticos e “autoridades” de todo o mundo, que não sabiam o que fazer para controlar a pandemia. As medidas tomadas destruíram a economia ocidental e de diversos outros países e os Bancos Centrais  de todo mundo, em especial o dos Estados Unidos, emitiram uma quantidade quase infinita de dinheiro para zerar os juros e resgatar os mercados.

Foram necessários diversos trilhões de dólares para colocar o mercado de pé novamente no maior resgate de bilionários que já foi presenciado, ao mesmo tempo em que o cidadão comum perdia seu emprego com a economia fechada pelos ditadores da ocasião.  Chegamos ao Natal e Ano Novo e o que era um crash assustador se tornou rapidamente uma bolha assustadora que continua a inlflar em meio ao início da vacinação em diversos países do mundo.

Muito acima dessa tragédia, cinco ETFs voaram tranquilamente e renderam fortunas para seus cotistas. Foram ETFs, que por investir nas ações certas e no período certo, tornaram-se um verdadeiro porto seguro principalmente para quem investia em empresas que foram massacradas pela crise, como a indústria do petróleo, hotelaria, varejo, bancos e cruzeiros marítimos.

Leia o artigo todo e responda nos comentários a pergunta que faço no final.

5. ARK Next Generation Internet ETF (NYSE:ARKW): +157%

Na posição de número 5 temos o ETF de gestão ativa da ARK Invest com foco na próxima geração da internet. As empresas deste ETF  estão focadas e devem se beneficiar com a mudança das bases da infraestrutura de tecnologia para a nuvem, permitindo serviços móveis, novos e locais, como empresas que dependem ou se beneficiam do aumento do uso de tecnologia, infraestrutura e serviços compartilhados, produtos e serviços baseados na Internet, novos métodos de pagamento, big data, Internet das coisas e distribuição e mídia social. Essas empresas produzem produtos e serviços nas seguintes categorias:

  • Computação em nuvem e segurança cibernética
  • Comércio eletrônico
  • Big Data e Inteligência Artificial (IA)
  • Tecnologia móvel e Internet das coisas
  • Plataformas Sociais
  • Blockchain e P2P

As 10 principais posições deste ETF são:

  1. Tesla (TSLA)
  2. Roku (ROKU)
  3. Square (SQ)
  4. Teladoc Health (TDOC)
  5. Grayscale Bitcoin Trust (GBTC)
  6. Spotify Technology (SPOT)
  7. Pure Storage (PSTG)
  8. Tencent Holdings (TCEHY)
  9. Facebook (FB)
  10. Snap Inc. (SNAP)

O que poderia ter dado errado em 2020, com Tesla e Bitcoin na carteira?

4. ARK Genomic Revolution Multi-Sector ETF (BATS:ARKG): +180%

A pandemia de 2020 impulsionou uma área da ciência que já vinha em franco crescimento, que é a área de estudos do genoma. O aumento no número de projetos de genoma, a queda dos custos de sequenciamento e a entrada de novos participantes e startups neste campo estão impulsionando o crescimento do mercado.

Este ETF é composto por ações que provavelmente se beneficiarão com a extensão e melhoria da qualidade da vida humana e outras, incorporando desenvolvimentos tecnológicos e científicos e avanços em genômica em seus negócios. Atuam nas seguintes áreas:

  • CRISPR (Clustered Regularly Interspaced Short Palindromic Repeats): é uma tecnologia de edição de DNA.
  • Terapêutica Direcionada: terapia molecular, muito usado para tratamento de câncer
  • Bioinformática: ciência híbrida entre biologia e informática
  • Diagnóstico Molecular: técnicas para analisar marcadores biológicos
  • Células Tronco: são células potenciais que podem se desenvolver e se diferenciar em qualquer tecido
  • Biologia da Agricultura: melhoramento da produção de culturas

As 10 principais posições deste ETF são:

  1. Pacific Biosciences of California (PACB)
  2. CRISPR Therapeutics (CRSP)
  3. Arcturus Therapeutics Holdings (ARCT)
  4. Twist Bioscience (TWST)
  5. Invitae (NVTA)
  6. Teladoc Health (TDOC)
  7. Personalis (PSNL)
  8. CareDx (CDNA)
  9. Fate Therapeutics (FATE)
  10. Iovance Biotherapeutics (IOVA)

A revolução genômica está apenas começando e ainda há muito espaço para este mercado se desenvolver.

3. First Trust NASDAQ Clean Edge Green Energy Index Fund (NASDAQ:QCLN): +184%

Este ETF é composto por ações que participam do mercado de energia renovável. As empresas elegíveis devem ser fabricantes, desenvolvedores, distribuidores ou instaladores de um dos seguintes quatro subsetores: materiais avançados (que permitem energia limpa ou reduzem a necessidade de derivados de petróleo), inteligência energética (rede inteligente), armazenamento e conversão de energia (baterias híbridas), ou geração de eletricidade renovável (solar, eólica, geotérmica, etc). 

As 10 principais posições deste ETF são:

  1. Tesla (TSLA)
  2. Enphase Energy (ENPH)
  3. NIO Inc. (NIO)
  4. SolarEdge Technologies (SEDG)
  5. Albemarle Corporation (ALB)
  6. Plug Power (PLUG)
  7. ON Semiconductor Corporation (ON)
  8. Cree (CREE)
  9. First Solar (FSLR)
  10. Universal Display Corporation (OLED)

O mercado de energia renovável está em franca expansão e deve se beneficiar de acordos climáticos e tentativas de redução de consumo dos combustíveis fósseis. A própria eleição do Joe Biden, que havia um plano trilionário de investimentos em energia limpa, serviu para para catapultar ainda mais o setor. 

2. Invesco WilderHill Clean Energy ETF (NYSE:PBW): +204%

Este é outro ETF com foco em energia renovável. É um fundo passivo que investe pelo menos 90% do patrimônio no índice de referência. O índice é composto por ações negociadas nos Estados Unidos e que estão engajadas nos avanços de energia limpa e renovavável. Tanto o fundo quanto o índice possuem rebalanceamento trimestral.

As 10 principais posições deste ETF são:

  1. Blink Charging (BLNK)
  2. FuelCell Energy (FCEL)
  3. Plug Power (PLUG)
  4. NIO Inc (NIO)
  5. Livent (LTHM)
  6. Enphase Energy (ENPH)
  7. Sunpower (SPWR)
  8. Dago New Energy (DQ)
  9. Maxeon Solar Technologies (MAXN)
  10. TPI Composites (TPIC)

Interessante notar que os dois ETFs, mesmo sendo de mesmo setor, possuem apenas 3 ações repetidas no Top 10.

1. Invesco Solar Portfolio ETF (NYSE:TAN): +234%

Este ETF é mais um que surfou a eleição de Joe Biden. A ideia de investir trilhões em energia verde nos próximos quatro anos para construção de painéis solares, estações de recarga e muito mais deve aquece, e muito, o segmento de energia solar.

Outro ponto a favor que não podemos esquecer é a questão do ESG. O interesse em investimentos ambientais, sociais e de governança tem aumentado rapidamente, com empresas em todo o mundo investindo em negócios de tecnologia limpa.

É um ETF passivo que investe metade da carteira em ações de empresas americanas (46%). A China vem logo em seguida com 23%, a Espanha possui 7% e a Alemanha 5%.

As 10 principais posições deste ETF são:

  1. Enphase Energy (ENPH)
  2. SolarEdge Technologies (SEDG)
  3. Xinyi Solar Holdings (HKEX:0968)
  4. Sunrun (RUN)
  5. First Solar (FSLR)
  6. Scatec (SSP)
  7. Dago New Energy (DQ)
  8. Hannon Armstrong Sustainable Infrastructure Capital (HASI)
  9. GCL-Poly Energy Holdings (HKEX:3800)
  10. JinkoSolar Holding (JKS)

Conclusão

Estes foram os 5 ETFs mais rentáveis de 2020, não considerando os ETFs alavancados. É fácil perceber que 3 destes ETFs são ligados a energia renovável, sendo um deles focado apenas em energia solar. Outros dois são de gestão ativa da ARK Invest, um com foco em biotecnologia e outro em internet.

Quando expandimos mais entre os melhores ETFs de 2020, encontramos mais ETFs focados em energia limpa, mas outros temas aparecem, como inovação disruptiva, comércio eletrônico e computação em nuvem.

Você acredita que são setores e segmentos que foram apenas impulsionados pela pandemia ou devem continuar crescento forte nos próximos anos?

E antes que eu me esqueça, este é um print do relatório que os assinantes do Passaporte Internacional recebem todos os meses.

arkg

Uma  3-bagger em apenas 17 meses por meio de ETF!

Se quer receber investimentos assim, clique aqui e se torne assinante agora mesmo. O próximo relatório será publicado no dia 4 de janeiro pela manhã.

Aviso: Declaro que não sou analista de valores mobiliários. As informações discutidas no artigo possuem propósito educacional e refletem única e exclusivamente meus estudos, pesquisas e opiniões. Não devem ser consideradas como recomendação de investimento.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Este post tem 4 comentários

  1. Avatar
    Graciano

    Bom dia e bom ano novo Raphael, estes cinco ETFs realmente vou baixo em 2020, apenas coincidência tenho 3 destes: QCLN, PBW e TAN na carteira.

  2. Avatar
    Carlos

    Excelente artigo, Raphael. Em meio a tantos ETFs disponíveis, quais são seus critérios para encontrar os melhores de cada área? Volume? Volatilidade? Acompanha a tendência do exterior etc?

Deixe uma resposta

Posts com maior repercussão