Passaporte Internacional: Os melhores investimentos

Passaporte Internacional

Comemoramos 2 anos de Passaporte Internacional e os resultados superaram as expectativas

Nem parece, mas este mês completamos 2 anos do Passaporte Internacional, que é o serviço por assinatura do Investidor Internacional.

Quando comecei a escrever aqui em novembro de 2014, não sabia exatamente onde isso iria terminar. Eu só queria divulgar para outras pessoas a importância da diversificação internacional e de manter seu dinheiro em moeda forte e em países que protegem a propriedade privada.

Conforme tenho fixado no meu perfil do Twitter, escrevi estas palavras em 2014, quando o dólar valia R$2,60:

“… manter todo o seu patrimônio sob uma única moeda se torna bastante arriscado. Nós não temos controle sobre o que os responsáveis pelas políticas econômicas farão no futuro.”

Hoje, com o dólar na casa dos 5,30, tudo parece muito óbvio, não é mesmo?

No meu segundo post eu escrevi o seguinte:

Não é só uma questão de credibilidade em termos de país. Há também toda uma gama de empresas estrangeiras altamente rentáveis e com posição de destaque nos mercados globais em que você pode investir.

Pois bem, depois de falar da importância da diversificar em outros países e de que há inúmeras empresas altamente rentáveis, eu comecei a receber e-mails e comentários do tipo:

Tudo bem, Raphael, você me convenceu a investir fora do Brasil. E agora?

Esse agora finalmente se tornou realidade em fevereiro de 2019 com o lançamento do Passaporte Internacional. É o único serviço brasileiro que abrange de maneira completa todo o modelo de internacionalização de patrimônio. Desde aberturas de contas e investimentos, até estruturas offshore e eventos sobre a compra de imóveis nos Estados Unidos.

Quem me conhece sabe que eu jamais ofereceria algo que fosse “mais ou menos” ou só mais um produto do mercado. Eu faria algo para ser ÚNICO e que procuraria a todo instante torná-lo cada vez melhor.

E em comemoração a esses 2 anos e atendendo aos diversos pedidos de “tracking record”, resolvi compartilhar alguns dos resultados que eu e todos os assinantes temos obtido.

Alguns dos melhores investimentos do Passaporte Internacional

Apple (NASDAQ:AAPL)

A ação da Apple foi a primeira a entrar na carteira no dia 4 de fevereiro de 2019. Na época, alguns ficaram céticos, porque a empresa já era grande demais. Pedi pra confiar e “deixar o Tim Cook trabalhar”.

O resultado foi esse:

Apple

A ação da Apple comprada naquele primeiro dia valorizou 216% contra 44% do índice S&P 500.

Lowe’s (NYSE:LOW)

Naquele mesmo dia, outra ação iniciava na carteira, a varejista de produtos para o lar, Lowe’s. A companhia passava por uma reestruturação de seus processos.

O resultado foi esse:

Lowe's

A ação da Lowe’s comprada naquele primeiro dia valorizou 81% contra 44% do índice S&P 500.

Se você reparar bem, em maio de 2019 a ação despencou. No relatório de junho lia-se:

O mercado reagiu mal aos resultados e à mudança de guidance e derrubou a ação em cerca de 20%, o que devolveu todo o ganho conquistado no ano. Isso trouxe o preço da ação a múltiplos bem abaixo do comumente observado.

É importante lembrar que a empresa está ainda na primeira fase das três planejadas para uma melhora operacional.

O resultado seguinte, como também pode ser visto no gráfico, foi excelente, a ação recuperou e de lá pra cá foi só alegria (com exceção da queda de março de 2020, obviamente).

ARK Genomic Revolution (NYSE:ARKG)

O ETF de Genoma da ARK foi o terceiro ETF que mais se valorizou em 2020. Os assinantes do Passaporte Internacional “souberam antes” e tiveram 7 meses para se posicionar e conseguir todos esses ganhos.

ARK Genomic Revolution

A cota do ARKG comprada naquele primeiro dia valorizou 243% contra 36% do índice S&P 500.

Amazon (NASDAQ:AMZN)

Em junho de 2019, a Amazon entrou na carteira. “Ah, mas a Amazon é grande demais e não vai conseguir crescer mais!”. Confia no Bezos. E quem confiou, ganhou:

Amazon

A ação da Amazon comprada naquele primeiro dia valorizou 89% contra 40% do índice S&P 500.

Nvidia (NASDAQ:NVDA)

A Nvidia entrou na carteira em julho de 2019. O índice preço/lucro da Nvidia nessa época era em torno de 37 e muita gente dizia que a ação estava cara.

O resultado fala por si próprio:

Nvidia

A ação da Nvidia comprada naquele primeiro dia valorizou 260% contra 32% do índice S&P 500.

Innovative Industrial Properties (NYSE:IIPR)

Este é um REIT especializado em propriedades para o cultivo de Cannabis.

“Mas, Raphael, eu não quero investir em plantação de maconha!”

Beleza! Quem quis conseguiu este resultado em apenas 7 meses:

Innovative Industrial Properties

A ação da Innovative Industrial Properties comprada naquele primeiro dia valorizou 102% contra 19% do índice S&P 500.

MercadoLibre (NASDAQ:MELI)

O Mercado Livre todo mundo conhece, mas poucos sabem que ele possui ações listadas nos Estados Unidos com seu nome original em espanhol MercadoLibre.

“Poxa, Raphael, mas não é muito tarde? A ação da MELI já subiu demais!”

Calma, confie nos argentinos! 🙂

MercadoLibre

A ação da MercadoLibre  comprada naquele primeiro dia (5 de outubro de 2020) valorizou 78% contra 15% do índice S&P 500.

O poder das microcaps

Deixei o melhor pro final.

O universo das microcaps negociadas nos Estados Unidos é algo de outro mundo. É riquíssimo de empresas que serão os futuros gigantes da Bolsa, como são a Apple e a Amazon hoje.

Um bom analista que saiba identificar essas empresas precisa de apenas 1 acerto para que a carteira triture os índices como NASDAQ e S&P 500.

A primeira microcap entrou logo nos primeiros meses do serviço. De lá pra cá houve muita volatilidade, mas quem segurou firme está colhendo esse resultado extraordinário:

microcap

A ação valorizou 728% contra 40% do índice S&P 500.

Como um bom batedor de pênalti, essa ação não deixou o famoso índice de large caps sair na foto.

Foi essa ação a responsável pela histórica aposta que eu fiz no meio do crash. Precisamente no dia 17 de março de 2020 eu enviei o seguinte o e-mail para mais de 15 mil pessoas:

Venho lhe convidar para se tornar um assinante. Se esta ação não dobrar de preço num prazo de 2 anos, eu lhe pago 1.000 reais. Vale o preço do fechamento de ontem, dia 16 de março.

Quem confiou ficou extremamente feliz de não ter ganhado os 1.000 reais.

A segunda microcap entrou alguns meses depois e ficou “dando prejuízo” por muitos meses.

“Ah, Raphael, mas estamos em outubro de 2020 e esta ação ainda não saiu do lugar!”

Espero que você tenha comprado bastante, porque…

microcap

A ação valorizou 212% contra 37% do índice S&P 500. E aqueles que compraram durante a aposta, como muitos assinantes fizeram, tiveram um resultado acima de 400%!

Conclusão

Todos os investimentos selecionados tiveram desempenho extraordinário como esses? Não. Algumas ações não saíram do lugar e outras renderam menos. É função da gestão ativa justamente polir a carteira, dando maior peso e colocando ações com melhores perspectivas e diminuindo ou retirando aquelas que não estão dando resultados. E isso tem sido feito com sucesso.

Keep the winners, sell the losers!

Existe um dado repetido à exaustão de que “92% dos fundos de ações ativos não batem os índices de mercado”

After 10 years, 85 percent of large cap funds underperformed the S&P 500, and after 15 years, nearly 92 percent are trailing the index.

Ao invés de se lamentar e comprar um ETF como o SPY, eu resolvi descobrir quem estava entre os 8% que batem os índices. E consegui. Todos os analistas de ações do Passaporte Internacional tem histórico mínimo de rentabilidade de 200% do S&P 500.

Para terminar, vou deixar aqui duas citações do maior jogador de Hockey de todos os tempos, Wayne Gretzky:

“Você perde 100% dos tiros que nunca dá!”

Ou seja, se você não começar a investir irá perder. Nunca é tarde para embacar em excelentes empresas e negócios. Quanto mais tempo você manter as melhores ações, mais dinheiro irá ganhar com elas.

Nosso portfólio está sempre sendo renovado para que estejamos sempre posicionados nas melhores empresas, faça chuva ou faça sol.

“Patine para onde o disco está indo e não para onde ele está.”

Em 2013, quando comecei, ninguém queria investir nos Estados Unidos e o dólar não valia muita coisa. Em 2021, virou quase senso comum investir na América.

O mundo de 2030 será bem diferente do de 2021 e nós chegaremos nele antes, basta confiar e começar agora.

Quem confiou e começou há 2 anos, como você viu, está sendo muito bem recompensado.

Passaporte Internacional

Aviso: Declaro que não sou analista de valores mobiliários. As informações discutidas no artigo possuem propósito educacional e refletem única e exclusivamente meus estudos, pesquisas e opiniões. Não devem ser consideradas como recomendação de investimento.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Este post tem 7 comentários

  1. Avatar
    YNVEST

    Blz, Raphael?
    Você comentou lá no início sobre a compra de imóveis nos EEUU mas não é comum posts seus sobre o assunto. Pretende escrever algumas novidades sobre o tema, visto que, os juros lá estão muito baixos?
    É possível daqui do Brasil obtermos esse financiamento?

    1. Raphael Monteiro

      Olá YNVEST,

      A questão de imóveis nos Estados Unidos não é feito comigo diretamente, mas por um amigo que se mudou para lá há alguns anos e está investindo nisso.

      Inclusive houve assinantes que foram lá no Texas participar de um evento organizado por ele antes da pandemia.

      Quem comprou na época se deu muito bem, diga-se de passagem.

      Abçs!

  2. Avatar
    YNVEST

    Ah sim, lembro que vc chegou a postar sobre o encontro. Bem que vcs poderiam escrever alguma coisa do assunto pelo menos 1x ao mês.

  3. Avatar
    Luciano

    Raphael, os retornos são muito bons, inclusive comecei a investir no mercado americano em grande parte graças ao seu blog. Mas como dizem por aí o cemitério é sempre silencioso. Teria alguma análise de qual a rentabilidade/aumento total da “carteira” (considerando a média de todas as indicações), incluindo as indicações que não tiveram uma performance tão interessante?

    Obrigado desde já e parabéns pelo trabalho.

    1. Raphael Monteiro

      Olá Luciano,

      Em 2021 a carteira de ações com pesos iguais está com +15,4% contra 6,1% da NASDAQ e 5,2% do S&P 500.

      A minha carteira pessoal (35% em ações) está com +25,4% contra 9,9% do Benchmark em 12 meses.

      Edit: Meu índice de Sharp é de 2,8 no período.

      Abçs!

      1. Avatar
        Luciano

        Perfeito, obrigado pela informação!

Deixe uma resposta

Posts com maior repercussão