Plano de renda mensal em dólar

Renda mensal em dólar

Veja como organizar suas ações para receber renda mensal em dólar

Organizar seu portfólio de forma que você possa receber dividendos todos os meses exige um pouco de planejamento, mas pode ser muito recompensador. Neste artigo, eu mostro como montar um planejamento de receita especial que usa ações e REITs para ajudá-lo a criar um portfólio que atenda às suas necessidades de receita todos os meses.

Para alguns investidores, a receita de dividendos é importante, porque fornece uma renda regular. Se você depende de dividendos como suporte financeiro, preservação de capital ou manutenção poder de compra, este artigo é ainda mais importante.

A maioria das ações negociadas nos Estados Unidos paga seus dividendos trimestralmente, mas os meses de pagamento variam de empresa para empresa. Você pode, portanto, organizar seus investimentos com apenas três ações para receber uma renda mensal.

Claro, se você investe para obter renda, crescimento ou alguma combinação dos dois, é sempre melhor ter mais de três ações em seu portfólio – de 15 a 25 empresas seria o mais próximo do ideal. Além disso, você pode incluir não só ações dos EUA, mas também estrangeiras como forma de reduzir o risco geográfico.

Como forma de redução de volatilidade, você pode diversificar entre os seis principais setores econômicos: Financeiro, Serviços Públicos, Industrial, Consumo, Recursos Naturais e Tecnologia. Se além de interessado em renda, você preza pela segurança de capital, pode ser interessante reduzir sua exposição aos dois setores cíclicos: Industrial e Recursos Naturais. Os setores mais estáveis costumam ser o financeiro, o de serviços públicos e o de consumo. Eles geralmente têm um desempenho relativamente bom durante a variação dos ciclos econômicos.

E, se você está procurando uma combinação de receita e crescimento, escolha empresas com “payout” baixo. Esse índice ajuda a determinar quais empresas têm capacidade para continuar aumentando os dividendos a cada ano sem comprometer sua estabilidade financeira. O “payout” é calculado dividindo os dividendos pagos por ação pelo lucro líquido por ação.

Os melhores percentuais ocorrem em empresas cujas taxas de pagamento estão entre 40 e 60 por cento. Se 40 por cento do lucro líquido for gasto no pagamento de dividendos, por exemplo, os 60 por cento restantes dos lucros podem ser investidos pela empresa visando gerar mais crescimento.

Uma empresa com uma taxa de pagamento superior a 100 por cento, no entanto, pode ter dificuldade em fazer seus pagamentos e pode, portanto, acabar cortando seus dividendos.

Plano de renda mensal em dólar

Como falado, a maioria das empresas paga dividendos trimestralmente, mas os meses de pagamento variam de uma para outra. Depois de saber quando eles pagam, você pode comprar ações para ganhar dividendos a cada mês e estabelecer sua renda mensal em dólar.

Para combinar os pagamentos de dividendos com as suas despesas mensais, escalone o recebimento de dividendos escolhendo ações de acordo com os ciclos (datas) de pagamento.

Existem três ciclos de dividendos:

  • O ciclo 1 paga dividendos em janeiro, abril, julho e outubro
  • O ciclo 2 paga em fevereiro, maio, agosto e novembro
  • O ciclo 3 paga em março, junho, setembro e dezembro

Portanto, combinar ações dos 3 ciclos é uma forma de organizar seu portfólio para obter uma renda extra todos os meses.

A lista de Aristocrata de Dividendos é um bom ponto de partida para escolher ações de grandes empresas que têm distribuído dividendos crescentes ano após ano nos últimos 25 anos.

Algumas Aristocratas de Dividendos que fazem parte do ciclo 1 são: Roper Technologies (ROP), AT&T (T) e Colgate-Palmolive Company (CL)

As do ciclo 2 são: Lowe’s Companies (LOW), Archer-Daniels-Midland Company (ADM) e AFLAC (AFL).

As do ciclo 3 são: Walgreens Boots Alliance (WBA), Stanley Black & Decker (SWK), Becton Dickinson and Company (BDX)

Escolher empresas comprometidas em elevar os dividendos todos os anos, mesmo com crises econômicas, é uma vantagem pois é algo que possibilita a manutenção e crescimento do poder de compra.

Evite esses erros

Para receber esse fluxo mensal e crescente de dividendos, você precisa ser um investidor disciplinado e não cometer erros que comprometam sua renda passiva.

Conseguir retornos de investimentos acima da média no longo prazo está ligado a uma gestão sólida de portfólio. Isso significa evitar os maus hábitos de investimento. Aqui estão seis deles que você deve evitar:

• Compra impulsiva: É fácil ficar tentado a correr atrás de uma ação que está subindo rápido ou uma dica quente de que você viu na internet. Você pode até acertar de vez em quando, mas uma que der errado pode lhe trazer grande prejuízo. O melhor a fazer é montar um plano de compra com objetivos de portfólio claros, com adequação das ações aos seus objetivos e entendendo o negócio por trás das ações.

• Diversificação excessiva: Ao investir no mercado de ações, você deve diversificar para reduzir o risco, não para compensar a falta de confiança. Ter uma carteira equilibrada espalhada entre os seis principais setores de investimento ajuda a reduzir o risco de mercado, de indústria e negócios.

Objetivos específicos podem ajudá-lo na administração da sua carteira. Você pode decidir, por exemplo, que deseja ter 30% do seu portfólio em ações de tecnologia, 20% em ações do setor financeiro, 15% em serviços públicos, 15% no setor de consumo e 10% em indústria e 10% em recursos naturais. Em seguida, certifique-se de que cada ação corresponda a 5% e não mais que 10% de seu portfólio.

• Excesso de negociações: É comum investidores amadores entrarem em pânico quando o preço de suas ações cai. Essa reação faz com que eles vendam as ações no pior momento. É comum que ações vencedoras passem por períodos ruins e de longas baixas. É preciso dar um tempo, em geral de 3 a 5 anos para que as ações comecem a mostrar os resultados que você esperava.

• Esquecer de realizar o check-up em seu portfólio: Quando você não revisa seu portfólio em tempo hábil, corre o risco de deter ações que deveriam ser vendidas ou seu portfólio pode ficar desequilibrado entre os seis principais setores de investimento.

Uma revisão de portfólio semestral ou anual permite que você se reorganize e faça os rebalanceamentos necessários. Você deve estar preparado para vender uma ação se seus fundamentos tiverem se deteriorado significativamente. Neste caso, mudar para uma alternativa mais promissora é a melhor pedida.

• Especular demais: Comprar empresas em processo de turnaround ou que estejam com preços bastante deprimidos, pode ser uma boa estratégia, desde que você consiga entender o risco e ter capacidade de análise suficientemente boa para diagnosticar o erro do mercado. Entretanto, para compensar a assumpção desse risco, é prudente manter parte do portfólio em ações ditas conservadoras.

• Ignorar o negócio: Antes de comprar uma ação, conheça a empresa. Esteja ciente dos seus produtos e serviços e conheça a condição financeira da mesma antes de comprar a ação. Quanto maior for o seu entendimento da empresa, menor será a probabilidade de basear suas decisões de investimento na emoção.

Conclusão

Investir para receber renda mensal em dólar é algo que requer um planejamento inicial para casar boas empresas pagadoras de dividendos, com reavaliações recorrentes que objetivam realinhar a carteira.

Evite erros que prejudiquem esse fluxo de renda, pois caso você não durma com a ação para a data ex-dividendo, você não receberá um centavo. Portanto, disciplina e visão de longo prazo são fundamentais caso você deseje ter esse impulso a mais em sua renda.

Aviso: Declaro que não sou analista de valores mobiliários. As informações discutidas no artigo possuem propósito educacional e refletem única e exclusivamente meus estudos, pesquisas e opiniões. Não devem ser consideradas como recomendação de investimento.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Este post tem 10 comentários

  1. Thiago

    seria importante mencionar que os dividendos são tributados e para quem deseja acumular capital no longo prazo e não precisa desses dividendos neste momento, é mais interessante fazer o bolo crescer do que tirar as fatias mensal ou trimestralmente, pois no longo prazo essa tributação pode fazer uma grande diferença.

    1. Olá Thiago,

      Sim, a tributação existe na maioria dos países (exceto Hong Kong e Cingapura e Reino Unido).

      O artigo foi feito para quem deseja realmente ter o dinheiro na conta.

      Abçs!

  2. wqwqwq

    Bom dia!!! Creio que me colocou na direção certa alertando para muitos erros que podemos cometer.
    Mas o assunto é vasto e acredito que o desconhecimento que temos do ingles, das informações e dos recursos do mercado estrangeiro é tb um fator que contribui demais para nossos erros.
    Para ajudar ainda mais nessa empreitada, vc não teria um endereço, um site que apresente um trabalho mais ou menos igual ao que temos aqui no Brasil tal como o nosso site fundamentus.com.br e o fundsexplorer.com.br?

  3. Sergio Gelli

    Em tempo: Note que nesta janela “Deixe uma resposta”, o campo “Nome” está com o texto “Atualização obrigatório”

    1. Olá Sérgio,

      Obrigado por avisar. Deve ter desconfigurado com alguma atualização.

      Abçs!

  4. Graciano

    Bom dia Raphael, muito bom artigo, hoje invisto no exterior e agradeço a você por aquele vídeo que tem aquela mãozinha escrevendo com muita rapidez e explicando as vantagens em investir no exterior, isso foi depois que vi um vídeo do Bruno Perini em que ele falava sobre um ITF de ouro o IAU e a Corretora Avenue, abri a conta em seguida e foi amor a primeira vista, meus ganhos não estão lá estas coisa, mas faz parte do aprendizado.

  5. Sergio Gelli

    No Brasil, se compramos um ativo ele ficará sendo “guardado” pela corretora, mas de fato é a Bovespa que encarteira para nós.
    Assim, se a corretora quebra e desaparece nosso patrimônio está seguro na Bovespa….Certo?
    Mas e fora do Brasil? Que acontece se a corretora quebra?

    1. Olá Sérgio,

      São grandes instituições financeiras as responsáveis pela custódia.

      Abçs!

Deixe um comentário

Posts com maior repercussão