Um portfólio para cada necessidade

portfólio

Veja como escolher entre dois modelos de portfólio de acordo com sua fase de vida

É muito comum as pessoas começarem a investir simplesmente comprando ações, títulos de renda fixa e outros produtos muitas vezes complexos, como COEs, sem saber se aquilo realmente está adequado para elas.

Isso leva a montagem de carteiras completamente desbalanceadas, fora do perfil e longe dos objetivos de cada investidor. Muitos entrarão em pânico pela carteira cair demais em momentos de crise (expôs-se a mais risco do que deveria) e outros se frustrarão com baixos retornos (expôs-se a menos risco do que deveria).

Infelizmente, ainda hoje, a alocação de ativos é ainda muito pouco valorizada pelos investidores de maneira geral e o objetivo deste artigo é mostrar como deve ser feita a escolha dos ativos baseada em dois tipos de portfólio.

Tipos de Portfólio

Portfólio de crescimento

Este é o portfólio base que basicamente todo investidor de longo prazo deveria seguir. Ele foca em crescimento procurando extrair o máximo de retorno no decorrer de anos e décadas.

Portfólio de aposentadoria

Este é o portfólio de quem já acumulou um grande patrimônio e está vivendo dos rendimentos e não mais do trabalho. Ele foca uma renda constante e segura.

Ações comuns e preferenciais

Ações comuns são as ações ordinárias negociadas no home-broker e ações preferenciais são ações mais focadas na distribuição de dividendos.

O portfólio de crescimento deve privilegiar ações comuns, que possuem maior potencial de alta. Já o portfólio de aposentadoria deve mesclar ambos, pois as ações preferenciais possuem menor risco de queda e distribuem dividendos fixos e geralmente acima das ações comuns.

Eu fiz um vídeo explicando como funcionam as ações preferenciais:

Tipos de ações

Investidores que buscam crescimento devem investir em ações de todos os tamanhos (small, mid e large caps) com foco na valorização das mesmas.

Investidores em fase de aposentadoria, por outro lado, devem dar preferência a empresas maiores e mais estabelecidas, em geral detentoras do grau de investimento ou que façam parte da lista de Aristocratas de Dividendos.

Setores

Quem investe para crescimento pode alocar uma boa proporção da carteira em ações de setores mais arriscados e imprevisíveis, como biotecnologia. Já os investidores em fase de aposentadoria devem dar preferência a setores mais fortes, como consumo, saúde e tecnologia.

Tipos de REIT

Por mais que os REITs se enquadrem numa mesma classe de ativos, nem todos são iguais. Investidores que buscam crescimento devem focar em REITs menores e com alto potencial de crescimento, mesmo que distribuam menos dividendos.

Investidores com portfólio de aposentadoria devem alocar principalmente em REITs maiores, mais estabelecidos, com os melhores históricos e balanços fortes. Em geral são REITs que distribuem bons dividendos.

Renda Fixa

Investidores que buscam um portfólio de crescimento devem deixar uma menor proporção para investir em renda fixa, mas podem optar por ativos de menor rating (abaixo do grau de investimento), buscando maiores ganhos.

Em um portfólio de aposentadoria, a fatia da alocação destinada a renda fixa deve ser maior e focada em ativos de maior rating, dentro do grau de investimento.

Conclusão

Saber em que fase de vida você está é determinante para saber se a sua carteira deve ser mais focada em crescimento ou em aposentadoria.

Como visto, o objetivo da carteira de crescimento é a busca por retorno total. É a carteira que tem melhor performance quando a economia está crescimento e o mercado em expansão.

A carteira de aposentadoria é focada em renda. É a carteira que protege melhor em períodos de recessão e quando a economia está patinando ou em recessão.

Saber diferenciar isso e montar sua carteira de investimentos seguindo essas orientações ajudar-lhe-á a alcançar seus objetivos financeiros.

Aviso: Declaro que não sou analista de valores mobiliários. As informações discutidas no artigo possuem propósito educacional e refletem única e exclusivamente meus estudos, pesquisas e opiniões. Não devem ser consideradas como recomendação de investimento.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

Posts com maior repercussão